Chineses criam carro elétrico “gullwing”

Lantu i-Land Concept View Gallery 14 photos

O protótipo feito pela nova submarca pertencente à Dongfeng tem assinatura luminosa ao estilo do Porsche 911.

A chinesa Dongfeng Motor apresentou a sua nova submarca Lantu (ou em inglês Voyager), através do protótipo i-Land. Este modelo abrirá caminho para nove modelos de produção “eletrificados”, cobrindo vários segmentos de mercado, entre SUV e monovolumes, a lançar a partir de 2021. O cartão-de-visita do novo emblema, é o modelo de topo i-Land (acrónimo de “i” de inteligente, “L” de luxo, “A” de autónomo, “N” de natureza e “D” de delicado.

Em termos estéticos o i-Land é uma montra da estética da futura gama da marca chinesa, onde predominam formas elegantes, mas uma frente imponente e com uma assinatura luminosa facilmente reconhecível. Os faróis full-LED surgem interligados através de uma tira em LED, com o logótipo da marca ao centro. A assinatura luminosa à frente e atrás remete para o Porsche 911. Visualmente, a principal caraterística desta limusina desportiva de aspeto futurista são, no entanto, as portas de abertura “asa de gaivota”. A distância entre eixos parece ser particularmente grande e o formato da linha de tejadilho, juntamente com o difusor traseiro remetem para um modelo de aspirações desportivas. Em vez dos tradicionais espelhos retrovisores, há câmaras.

Este modelo da Lantu é feito com base numa nova plataforma ESSA, que integra ligação WindLink 4.0, L3 e tecnologia de ponta, incluindo condução autónoma. Quando chegar à produção terá versões híbridas plug-in e 100% elétrica. Nesta versão conceptual, o interior assume um “look” repleto de classe, sendo totalmente digital, com três ecrãs de grandes dimensões (sendo que o volante de três raios também possui um ecrã), e com os lugares posteriores individuais.

Deixe uma resposta

*