Dacia desvenda novo Sandero

Dacia Sandero View Gallery 3 photos

Terceira geração é feita com base na mesma plataforma dos Renault Clio e Captur.

A Dacia mostrou as primeiras imagens dos novos Sandero, Sandero Stepway e Logan. Contudo, este é apenas um “adoçar” de boca da nova família pois as caraterísticas técnicas e mais fotos só serão dados a conhecer a 29 de setembro. A principal novidade nos modelos que estarão à venda em dezembro é a troca para a plataforma CMF-B, atualmente disponível nos Renault Clio e Captur.

Para já, percebe-se que nesta terceira geração do Sandero, que continua disponível no formato hatchback e crossover Stepway, assume um visual mais moderno, com destaque para a estreia de uma nova assinatura luminosa em forma de Y na marca romena e novos puxadores das portas. Mais importante do que isso, há vias mais largas e uma linha de tejadilho mais baixa. Destaque também para o radar na grelha inferior, junto com os sensores de estacionamento, “piscas” posicionados nos painéis laterais em vez de integrados nos espelhos e sensores no topo de para-brisas de formato mais inclinado. Percebe-se igualmente que há discos de tambor no eixo posterior. O Stepway contará com um capot, para-choques e grelha específica, além das proteções adicionais da carroçaria, barras de tejadilho e altura ao solo suplementar (cujo valor será igual ao antecessor).

A acompanhar a dupla Sandero há um novo Logan, uma alternativa de três volumes que promete um aumento significativo da capacidade da bagageira. Neste momento, a marca refere apenas que o novo modelo é ligeiramente mais comprido face ao antecessor, o que deverá contribuir para um aumento do espaço no interior. O Logan também tem um perfil mais apelativo, com um terceiro vidro lateral mais pequeno.

Apesar de ainda não haver imagens oficiais do interior, esperam-se alterações significativas, sobretudo com a introdução de um ecrã tátil tipo tablier na consola central, um painel de instrumentos digital, acesso sem chave e novos bancos. Já a gama de motores deverá ser semelhante à do Clio, sendo de esperar que nas opções conste uma versão 1.0 SCe naturalmente aspirado de 75 cv, 1.0 TCe turbo de 100 cv (também disponível com GPL), 1.3 TCe de quatro cilindros trubo de 130 cv e o Diesel 1.5 Blue dCi de 85 cv. Ao longo do ciclo de produto deverá ser aposta uma versão “mild hybrid” E-Tech.

Deixe uma resposta

*