“Spirit of Ecstasy” iluminado da Rolls-Royce banido na Europa

Spirit of Ecstasy

A escultura vai contra as normas que regulamentam a poluição luminosa referente à indústria automóvel.

A Rolls-Royce é conhecida pelo elevado nível de detalhe e perfeccionismo que coloca em todos os seus automóveis. Um dos maiores exemplos disso é a escultura conhecida por “Spirit of Ecstasy” presente no capot dos seus modelos desde 1911. Ao longo da sua história, o símbolo tem vindo a sofrer alterações tendo em vista a modernização do seu aspeto. A mais recente versão, que passou a ser iluminada, foi apresentada em 2011 no protótipo elétrico 102EX.

Eis que agora, de acordo com as leis sobre a poluição luminosa da União Europeia, a célebre escultura terá de ser removida de todos os modelos em que foi instalada. Segundo refere a imprensa britânica, esta versão iluminada vai contra as normas que regulamentam a poluição luminosa referente à indústria automóvel. Desta forma, o construtor britânico será obrigado a retirar da lista de opcionais este equipamento que custava cerca de 3900 euros.

Um porta-voz da Rolls-Royce já fez saber que os clientes estão a ser informados da situação e que os proprietários terão direito a um reembolso ou à substituição por uma escultura folheada a prata sem custos adicionais. Segundo o próprio, “criámos esta nova versão de muito boa fé, agora somos forçados a retirá-la sem qualquer culpa própria”.

Deixe uma resposta

*