Honda compra créditos de emissões de CO2 à Tesla

Honda e

Desta forma, o construtor nipónico evitará a “mão pesada” da União Europeia.

Em abril de 2019, a FCA comprou créditos de emissões de CO2 à Tesla. Agora, a Honda submeteu uma candidatura à União Europeia para juntar-se a essa “pool” de emissões – por um valor, para já, desconhecido. De acordo com o analista do setor automóvel, Matthias Schmidt, a Honda só vendeu até agora mil unidades do recém-lançado elétrico Honda e (na imagem) na Europa ocidental – o que representa cerca de 2% total de vendas. Além disso, a Honda dispõe do Jazz e do CR-V híbridos. Contudo, aparentemente, as vendas destes modelos “eletrificados” não contribuíram para reduzir o valor médio de emissões de CO2 até 95 g/km – o novo máximo instituído na Europa que entrará em vigor em janeiro de 2021.

Esta decisão da Honda permitirá evitar multas avultadas, a que outros construtores estão sujeitos caso não façam acordos de caraterísticas semelhantes.

A Honda está neste momento a ultimar uma nova vaga de modelos “eletrificados”, nomeadamente um CR-V híbrido plug-in.

A Tesla, uma das grandes beneficiadas com esta política ambiental europeia, terá amealhado 1,6 mil milhões de euros na venda de créditos a outros fabricantes entre 2016 e 2018. Ao comprar créditos à Tesla, a FCA terá evitado multas de milhares de milhões de euros.

Deixe uma resposta

*