Mercedes-Maybach Classe S estreia no final do mês

Mercedes-Maybach Classe S View Gallery 4 photos

Variante de luxo da berlina terá versão de topo com motor V12 com mais de 600 cv.

Desde que regressou com o estatuto de submarca da Mercedes-Benz, a Maybach ganhou um novo fôlego, tal como foi possível ver pelo sucesso de vendas das versões ultra-luxuosas da geração anterior do Classe S, sobretudo na China. É talvez por esse motivo que a nova geração do Mercedes-Maybach Classe S tenha a sua apresentação prevista para o Salão de Guangzhou, que abrirá as suas portas a 20 de novembro. As fotos espia agora publicadas pela Carscoops do modelo em testes nos arredores da fábrica de Sindelfingen mostram que Classe S Maybach está praticamente pronto para o dia de estreia, exibindo apenas alguns detalhes camuflados.

Esta variante Maybach diferencia-se da nova geração do Classe S (cujas primeiras unidades serão entregues em dezembro) pelo formato dos para-choques, pela secção central do capot e pela sua grelha específica, com filamentos verticais inspirados nas riscas dos fatos, além das ponteiras de escape. Por dentro, espera-se a opulência e habitabilidade habitual nos Maybach, com uma extensa lista de equipamento voltada para o conforto dos ocupantes. De série deverá estar disponível um sistema de quatro rodas direcionais. Esta nova geração de modelos estará também preparada para condução autónoma de nível 3 (sendo que a de nível 4 deverá ser introduzida em 2024 por ocasião do facelift).

Este novo modelo estará disponível apenas com motores a gasolina, com tração integral 4Matic e caixa automática de nove velocidades: o Mercedes-Maybach S600 com um motor V8 4.0 biturbo com 578 cv e o S650 com um motor V12 6.0 biturbo com 621 cv (que será capaz de 0-100 km/h na casa dos 4 segundos). Contudo, é possível que o V8 ou até o V12 surjam acompanhados de um sistema “mild hybrid”.

O Mercedes-Maybach Classe S, que estará disponível apenas no formato de carroçaria longo (com 5,50 metros de comprimento), começará por ser lançado na China, posteriormente na Coreia do Sul e EUA, e só depois nos restantes mercados. A chegada à Europa está prevista apenas para o arranque de 2022.

Deixe uma resposta

*