Sergio Pérez assina pela Red Bull F1

Sergio Pérez

O mexicano vai correr ao lado de Max Verstappen em 2021. Alex Albon foi relegado para piloto de reserva.

A mundial de Fórmula 1 que terminou no passado fim de semana foi bastante atribulado para Sergio Pérez, pois testou positivo à Covid-19 em julho, o que obrigou a ficar em isolamento, e conseguiu alcançar o seu primeiro triunfo num grande prémio – em Sakhir (no Bahrain) – no início deste mês. Depois de se desvincular da Racing Point (que se passará a chamar Aston Martin em 2021), cenário que já conhecia desde setembro (após sete anos ao serviço da equipa), o piloto mexicano chegou a afirmar que não se importaria de sair da Fórmula 1, nem que fosse para um “ano sabático”. Pois bem, isso não vai acontecer, pois Pérez assinou pela Red Bull F1 um contrato válido por uma temporada. O mexicano de 30 anos formará assim equipa com o holandês Max Verstappen. Esta situação obrigará a Alex Albon, a ser relegado para a condição de piloto de reserva.

Ao cabo de dez temporadas e 191 grandes prémios disputados, Pérez teve este ano a sua melhor prestação na F1, tendo ficado em quarto lugar na classificação de pilotos – embora com expressivos 109 pontos de atraso face a Verstappen, que foi terceiro no mundial deste ano. Contudo, o homem da Racing Point tem o mérito de ter conseguido ficar 20 pontos à frente de Albon, que com um sétimo lugar no campeonato e apenas duas presenças no pódio acabou por ter uma época difícil na sua estreia na Red Bull, depois de ter subido da segunda equipa Toro Rosso (agora AlphaTauri). A diferença pontual entre os dois pilotos da Red Bull em 2020 justificou, portanto, esta decisão de encontrar companheiro de equipa mais forte para Verstappen.

Deixe uma resposta

*