Carro de corridas do futuro da Lotus é inspirado nos aviões

Lotus E-R9 Concept View Gallery 4 photos

Protótipo elétrico E-R9 vem equipado com um sistema de vectorização de binário e elementos aerodinâmicos amovíveis.

A Lotus não parece disposta a parar a sua abordagem vanguardista com o hipercarro elétrico Evija e o protótipo E-R9 é a prova disso mesmo. Trata-se de um novo estudo de um modelo de corridas de dois lugares que, segundo a marca de Hethel, poderá vir a existir no longínquo ano de 2030. Este exercício futurista E-R9 (acrónimo para Endurance Racer e #9 alusivo ao Lotus Mark iX que estreou pela mão de Colin Chapman nas 24 Horas de Le Mans em 1955) bebeu inspiração no mundo da aeronáutica. O modelo 100% elétrico tem o cockpit praticamente suspenso no eixo dianteiro e um “bico” caraterístico dos aviões-caça e é composto por painéis amovíveis. Ao estilo do DRS utilizado nos F1 atuais, os elementos de aerodinâmica ativa (controlados automaticamente ou através de um comando no volante), com destaque para a asa traseira que surge acompanhada de painéis estabilizadores verticais, permitem ajustar as caraterísticas da “downforce” pretendida de acordo com a pista que vão correr.

O sistema propulsor deste colosso hi-tech pintado em preto e dourado (decoração alusiva ao Lotus F1) é composto por um motor elétrico por cada roda, que permite um evoluído sistema de vectorização de binário. Segundo a marca britânica, este sistema permite uma distribuição individual de binário por cada roda em tempo real.

Tal como muitos outros concept cars, este modelo de competição virtual apoia-se na evolução da tecnologia das baterias, mas também num sistema de troca rápida destas fontes de alimentação durante as paragens nas boxes.

Deixe uma resposta

*