Aston Martin apresenta versão de pista do Valkyrie

Aston Martin Valkyrie AMR Pro

Com mais de 1000 cv debitados de um motor V12, versão AMR Pro gera o dobro da “downforce” do modelo de estrada.

A Aston Martin estreou a variante para circuito do hipercarro Valkyrie, um modelo originalmente mostrado no Salão de Genebra há três anos e que ainda não foi entregue aos clientes. Desenvolvido em conjunto com a Red Bull Advanced Technologies, este Valkyrie AMR Pro evolui a partir das cinzas do projeto que não se concretizou da entrada na categoria de hipercarros em Le Mans – com um chassis, motor e aerodinâmica especialmente otimizados para pista. De modo a poupar na balança, esta nova versão Valkyrie AMR Pro prescinde do sistema híbrido de 1130 cv, apoiando-se em vez disso num motor V12 6.5 naturalmente aspirado de origem Cosworth capaz de debitar mais de 1000 cv e de atingir o “red line” às 11.000 rpm. Além do motor, a marca britânica poupou peso com a carroçaria e triângulos da suspensão em fibra de carbono. A juntar a isso, incluiu um para-brisas e vidros laterais em Perspex. Comparativamente com o modelo de estrada, este Valkyrie AMR Pro é capaz de gerar o dobro da “downforce”, graças ao pacote aerodinâmico – com uma aceleração lateral superior a 3G. Este Valkyrie AMR Pro é 266 mais comprido e tem mais 380 mm de distância entre eixos face à variante “street legal”, sendo que as vias foram alargadas em 96 mm à frente e 115 atrás. Além disso, dispõe de uma asa traseira gigantesca em carbono.

A marca de Gaydon revelará na íntegra todas as caraterísticas deste AMR Pro nos próximos meses, tendo em mente o objetivo de bater a volta mais rápida em Le Mans (cifrada em 3 minutos e 20 segundos). Caso isso se confirme, este novo Valkyrie de competição será mais rápido que um LMP1 nos 13,7 km do circuito de la Sarthe. Aliás, a Aston Martin equipa as prestações em pista deste “super” Valkyrie às de um F1.

A Aston Martin prevê construir apenas 40 unidades deste Valkyrie AMR Pro (além de mais dois protótipos). Todos terão volante à esquerda. As primeiras entregas estão previstas para o final deste ano.

Deixe uma resposta

*