Alpine vai correr Le Mans na categoria LMDh a partir de 2024

Alpine Endurance Team

Franceses optaram pelo chassis Oreca e vão desenvolver um motor com base na experiência adquirida na Fórmula 1.

A Alpine anunciou que vai correr na categoria LMDh, a nova classe rainha do Campeonato do Mundo Resistência (WEC), a partir de 2024 e durante quatro anos. Os franceses correrão com dois carros de chassis Oreca e com motor Alpine, que será construído em Viry-Châtillon e cujo desenvolvimento contará com o “know-how” adquirido na Fórmula 1.

Para além do motor, a carroçaria do novo protótipo também beneficiará do conhecimento da equipa de Enstone na aerodinâmica. Quem fará parte desta nova aventura da Alpine é o habitual parceiro Signatech, que ficará responsável pelo auxílio técnico – aliás, as duas partes já trabalham em conjunto em projetos de competição desde 2013, incluindo o ELMS (no qual conquistou o título individual e por equipas em 2013 e 2014) e no WEC (com dois títulos nos LMP2 em 2016 e 2019, três vitórias em Le Mans em LMP2 (2016, 2018 e 2019) e há poucas semanas um pódio em La Sarthe na categoria de Hypercar. Antes disso, a Alpine venceu as 24H de Le Mans em 1978. Recorde-se que a marca francesa já corre este ano na classe Hypercar do WEC com uma versão adaptada do protótipo Rebellion R13 que corria na categoria LMP1.

Desta forma, a Alpine vai juntar-se a marcas como a Acura, Audi, BMW, Cadillac e Porsche que estão a construir carros segundo as regras LMDh (Le Mans Daytona) – num modelo que facilita a venda de carros às equipas clientes. Estes coexistirão na classe de topo com os regulamentos LMH nos quais se inserem a Ferrari e a Peugeot.

Deixe uma resposta

*