Próximo Nissan GT-R deverá ser híbrido de base V6

Render digital do novo Nissan GT-R

Novo “Godzilla” será feito com base numa nova plataforma, mas não deverá vir para a Europa.

Após muitos anos de espera, só há poucos meses é que a Nissan confirmou que a próxima geração do GT-R iria mesmo avançar. Agora, em entrevista à Autocar, o CEO da marca japonesa adiantou que o novo “Godzilla” será híbrido. Makoto Uchida garantiu que o novo R36 evoluirá a partir de uma plataforma totalmente nova, ao contrário do que aconteceu com o novo 400Z que não foi mais do que uma adaptação da base antiga utilizada no 370Z. Isto permitirá integrar tecnologias de última geração e, possivelmente, uma motorização “eletrificada”.

A má notícia é que, provavelmente, tal como sucedeu com o novo 400Z (que será aposta sobretudo no Japão e nos EUA), este novo GT-R “hi-tech” não virá para a Europa, devido às restrições cada vez mais apertadas relacionadas com as emissões de CO2. O novo GT-R deverá ser um “super híbrido” contando com uma adaptação do atual motor V6 biturbo. Recorde-se que na sua forma mais potente, o GT-R50 by Italdesign, este motor debita 710 cv e 780 Nm. A hipótese de avançar com o GT-R elétrico está, para já, colocada de parte.

Esteticamente, é possível que a Nissan siga o caminho que encetou com o 400Z, com a adoção de linhas retro para o novo GT-R (na imagem num “render” publicado pela Autocar), indo buscar, por exemplo, elementos ao icónico R32.

Deixe uma resposta

*