Morreu Nicola Materazzi, o “pai” do Ferrari F40

Nicola Materazzi

Engenheiro italiano foi também responsável por projetos emblemáticos para a Lancia e Bugatti.

Nicola Materazzi morreu no dia 23 de agosto aos 83 anos. Ao longo da sua carreira, o engenheiro italiano ficou ligado a projetos para a Lancia, Ferrari e Bugatti.

Nascido em Salerno e depois de estudar em Nápoles, Materazzi notabilizou-se sobretudo por ter sido o engenheiro-chefe por detrás do Ferrari F40 em 1987, considerado um dos melhores supercarros da história. Foram produzidas 1311 unidades do F40, que contava com painéis da carroçaria em material compósito, chassis tubular em aço e um motor de oito cilindros colocado a 90 graus com dois turbos a debitar 478 cv e 577 Nm. Antes disso, o italiano foi o responsável pelo seu antecessor, o Ferrari 288 GTO de 1984, que começou como um projeto de carro de ralis do grupo B.

Nas duas décadas anteriores, Materazzi tinha trabalhado na Lancia, tendo desenvolvido as versões de estrada do Flavia e do Fulvia, mas também do lendário Stratos de ralis, tanto a nível de motor, chassis e aerodinâmica.

Já perto do final da carreira, depois de uma passagem pela Cagiva, no início dos anos 1990, Materazzi mudou-se para a fábrica da Bugatti em Campogalliano, tendo assumido as funções de diretor técnico do projeto do EB110 GT de 1991 e do mais potente EB110 SS de 1993. Depois disso, já neste século desenvolveu o B Engeneering Edonis, com componentes que sobraram na fábrica abandonada do EB110.

Deixe uma resposta

*