Dacia vai renunciar ao Diesel em 2024

Render do próximo Dacia Duster

Próxima geração do Duster estreará com uma nova geração da motorização bifuel a GPL, tendo como complementos também opções híbridas.

Apesar de quase toda a indústria estar a voltar-se para a eletrificação, a Dacia vem dizer que a sua prioridade é o GPL (mantendo um compromisso que já persiste há alguns anos). A marca romena diz mesmo que vai colocar no mercado aquando do lançamento da nova geração do Duster (na imagem um render digital), prevista para 2024, uma nova geração do sistema bifuel a GPL, que será uma alternativa ao Diesel, que sairá definitivamente da gama com o final da atual geração do SUV (apesar de ser um êxito de vendas). Esta decisão da Dacia prende-se com a necessidade de manter os seus carros a um preço acessível – fator que continua a ser o seu principal argumento. O aumento do preço dos combustíveis, em especial do Diesel, nos últimos meses também contribui para esta mudança de rumo.

Atualmente, a oferta a GPL da Dacia cinge-se ao 1.0 Eco-G, com um bloco de três cilindros com 100 cv associado em exclusivo a uma caixa manual e a um sistema de tração dianteira. Contudo, a norma Euro 7 obrigará a um novo motor para o sistema bifuel, que será um 1.2 TCe com injeção direta, que estreou recentemente no Renault Austral.

O lançamento do Jogger veio provar que a Dacia consegue ter sucesso no modelo familiar sem precisar de ter motores Diesel na gama – atualmente formada apenas por motores a gasolina e bifuel GPL, embora esteja já confirmada uma versão híbrida autorecarregável HEV para 2023.

Deixe uma resposta

*