BMW 745e encabeça ofensiva Plug-in

BMW 745e iPerformance View Gallery 9 photos

No Salão de Genebra, a marca bávara apresentará igualmente derivações PHEV do Série 3 e do X5.

A BMW anunciou que apresentará três novos híbridos Plug-in iPerformance no Salão de Genebra, no início de março. Em causa estão o 745e (disponível em três formatos), o 330e e o X5 xDrive45e. Integrado no facelift do Série 7, o novo híbrido Plug-in 745e (disponível igualmente no formato longo 745Le e com tração integral 745Le xDrive) surge com uma frente 50 mm mais elevada, uma grelha 40% maior e faróis de formato mais esguio. O capot e o avental dianteiro também foram reconfigurados. As baterias passaram de 9.2 para 12 kWh de capacidade. Em termos de performance, o novo PHEV reúne 394 cv (conjugando um seis cilindros em linha a gasolina 3.0 de 286 cv e um motor elétrico de 112 cv) – no modo Sport -, anunciando 0-100 km/h em 5,2 segundos. A autonomia em modo elétrico oscila entre 50 e 58 km, segundo o construtor bávaro. Os consumos são de 2,6 l/100 km e as emissões de CO2 de 52 g/km (NEDC).

A juntar ao Série 7 híbrido Plug-in, está o novo 330e, que estará disponível a partir de julho. Surge munido com baterias de 12 kWh, o que representa mais 57% de capacidade e até 60 km em modo elétrico face ao anterior (NEDC). Equipado com um motor 2.0 de quatro cilindros turbo a gasolina de 184 cv e um motor elétrico de 68 cv, a berlina reúne um conjunto de 252 cv (podendo beneficiar, de série, de mais 41 cv em overboost), conjugado com uma caixa automática Steptronic de oito velocidades. Os dados provisórios indicam uma capacidade para acelerar de 0 a 100 km/h em seis segundos.

O X5 xDrive45e iPerformance é um híbrido Plug-in de tração integral que anuncia até 80 km em modo elétrico (NEDC), mais 32 km do que antes. Ainda não está confirmado, mas é possível que as baterias passem de 9.2 para 14 kWh. Esta segunda geração do X5 PHEV surge com o já conhecido motor de seis cilindros 3.0 a gasolina de 286 cv e um motor elétrico de 112 cv, a funcionar em conjunto com uma caixa automática de oito velocidades, para uma potência combinada de 394 cv. Disponível a partir de agosto, anuncia 0-100 km/h em 5,6 segundos (valor provisório).

A BMW vendeu 140 mil modelos “eletrificados” em 2018. O objetivo do construtor de Munique é atingir a marca do meio milhão até ao final deste ano.

Deixe uma resposta

*