Porsche confirma variantes de tração traseira do Taycan

Porsche Taycan

Três novas versões do GT elétrico terão tração traseira oscilarão entre 390 e 460 cv.

A Porsche prepara-se para apostar num trio de novas variantes do seu primeiro modelo elétrico, o Taycan. As novas opções que se posicionarão na base da gama, logo abaixo do 4S, tendo como denominador comum o facto de serem as primeiras a ter tração traseira. Além de um preço mais baixo, estas novas versões (tendo particularmente em mente mercados como o chinês), que receberão a designação Taycan, Taycan S e Taycan GTS, permitirão baixar o preço, mas prometendo maior prazer de condução, destinada a clientes mais “puristas” – graças ao binário máximo que pode chegar aos 610 Nm no eixo posterior, no caso do GTS. Atualmente, a opção mais barata é o Taycan 4S, que começa nos 110.128 euros. Esta versão de tração às quatro rodas vem equipada por uma bateria de 79,2 kWh com opções de 530 e 571 cv. Acima desta há ainda o Taycan Turbo e Turbo S, com 680 e 761 cv, respetivamente.

Estas novas versões RWD permitirão igualmente poupar algum peso (cerca de 100 kg – dos quais 71 kg pertencem ao motor dianteiro –, além de incluírem baterias mais pequenas), assim como consumos mais comedidos e no caso do GTS uma autonomia superior. De acordo com a Auto Motor und Sport, a nova opção de entrada da gama Taycan terá uma bateria de 65 kWh, 390 cv, autonomia para 360 km e um peso de 2040 kg. A opção seguinte, Taycan S contará com baterias de 79,2 kWh, 425 cv, 435 km de autonomia e 2120 kg. Por fim, o Taycan GTS encaixará a bateria maior de 93,4 kWh, contará com 460 cv, autonomia para 490 km e 2200 kg.

No fim de contas, o Tayca terá seis variantes: Taycan, Taycan S, GTS, 4S, Turbo e Turbo S. Seguindo a tendência e a nomenclatura do que sucede nas gamas com motores a combustão quem sabe haja espaço para derivações ainda mais potentes, quem sabe um GT, GT2 ou GT3.

Deixe uma resposta

*