Lotus Esprit Turbo de Colin Chapman está à venda

Lotus Esprit View Gallery 5 photos

Desportivo foi construído especificamente para o fundador da marca britânica e chegou a ser conduzido pela antiga primeira-ministra Margaret Thatcher.

O Lotus Esprit Turbo Série 3 que pertenceu à coleção do fundador da marca britânica (e que foi alegadamente a sua viatura pessoal) está à venda num concessionário no Reino Unido. Trata-se de um dos 143 exemplares com lubrificação com cárter seco e com inúmeras modificações solicitadas pelo próprio Chapman (que viria a morrer na sequência de um acidente aéreo em dezembro de 1982). Isso faz com que esta unidade registada em agosto de 1981 (que nas mãos de Chapman percorreu 7242 km) possa ser considerada uma peça especial. As mudanças encontram-se sobretudo no interior, que passou a ser integralmente revestido a couro e alcatifa vermelha, direção assistida, um rádio Panasonic RM 610 montado no topo e até um filtro anti-polém instalado por causa das alergias de Colin Chapman. No exterior, este exemplar modificado conta com riscas iguais ao modelo de 1980, modificações na carroçaria de modo a reduzir o ruído do vento, jantes BBS e uma suspensão ligeiramente rebaixada.

A nível mecânico não há mudanças a contemplar neste exemplar (agora com apenas 17.666 km), continuando debaixo do capot traseiro o mesmo motor 2.2 de quatro cilindros sobrealimentado a debitar 218 cv, a surgir acoplado a uma caixa manual de cinco velocidades de origem Citroën.

Este Esprit Turbo especial com a matrícula UVF464X foi alegadamente conduzido pela antiga primeira-ministra Margaret Thatcher (com Chapman no banco do “pendura”) e pelo antigo piloto da Lotus F1, Elio De Angelis.

O concessionário Mark Donaldson está a pedir 114 mil euros por este modelo – sensivelmente o dobro do valor que está a ser pedido por um Lotus Esprit Turbo convencional.

O Esprit deixou de ser produzido no início da viragem do século. Chegou a estar previsto um regresso do modelo em 2014, mas agora a própria Lotus já confirmou que prevê lançar um sucessor espiritual do Esprit – que poderá ter um novo nome – a estrear na primeira metade de 2021.

Deixe uma resposta

*