Superformance moderniza o icónico Shelby Cobra

Superformance MKII-R View Gallery 19 photos

Réplica MKIII-R é limitada a 20 unidades por ano.

A Superformance tem-se notabilizado pelas réplicas de vários desportivos da década de 1960, sobretudo do Shelby Cobra. A ponto de ter conseguido um acordo com Shelby para reproduções autorizadas. A sua criação mais recente é o MKIII-R, que pega na fórmula do lendário roadster, acrescentando-lhe alguns apontamentos modernos e mudanças aerodinâmicas pelo meio. As alterações efetuadas, que poderão não reunir consenso entre os mais puristas, incluem um lábio dianteiro mais prolongado, um difusor traseiro funcional, entradas de ar maiores na lateral e por cima do radiador. Este MKIII-R, que será produzido a um ritmo de apenas 20 unidades por ano, pode ser encomendado em qualquer cor – não estando limitado à combinação de Atlantic Blue com riscas em cinza escuro que surge na imagem. Esta réplica inclui ainda faróis em LED e jantes de 18 polegadas. O interior surge de série com bancos em couro com duplo pesponto, a consola central em couro, sendo possível personalizar o tipo de revestimento.

Esta nova criação da Superperformance feita com base num chassis tubular conta a carroçaria em fibra de vidro com reforços em aço. A suspensão é independente nas quatro rodas, com braços superiores e inferiores desiguais, molas ajustáveis da Bilstein telescópicas na dianteira e de tipo “coil-over” na traseira. Destaque também para o diferencial autoblocante traseiro e discos de travão com pinças de quatro êmbolos à frente e de um atrás (existe opção com pinças de seis). O motor e a transmissão terão de ser comprados e instalados pelo cliente. O conjunto está pronto para receber um V8 da Ford com uma caixa de cinco velocidades da Tremec ou uma “toploader” de quatro velocidades de origem Ford. O exemplar nas imagens utiliza um V8 7.0 427-ci da Roush a debitar 510 cv e 745 Nm.

Esta réplica já pintada e com chassis funcional, mesmo sem motor e transmissão, começa nos 74 mil euros. A esse valor também será necessário juntar elementos que terão de ser definidos pelo cliente, nomeadamente os travões, botão de ignição, sistema de som, ar condicionado e até a capota em lona.

Deixe uma resposta

*