Renovado Seat Ateca traz versão radical Xperience

Seat Ateca facelift View Gallery 15 photos

Novidade é também o motor 2.0 TDI em vez do 1.6 e o reforço tecnológico.

A Seat apresentou o facelift do Ateca, que tem chegada prevista para o outono. A principal novidade da renovação da gama SUV é a inclusão de uma nova versão de visual “off-road” Xperience, que se junta aos níveis Reference, Style e FR. Esta versão “radical” carateriza-se pelas molduras cromadas na dianteira e traseira combinadas com detalhes em preto nas zonas inferiores dos para-choques, laterais e cavas das rodas. A marca espanhola inclui 14 opções de jantes entre o tamanho 16 e 19”. No catálogo constam dez cores de carroçaria, incluindo um novo Dark Camouflage para o Xperience. O Ateca surge equipado de série com faróis Full-LED e farolins com “piscas” dinâmicos integrados, ambos redesenhados e o nome do modelo com um novo “lettering” na tampa da mala. Os novos aventais à frente e atrás fazem com que o Ateca seja 18 mm mais comprido.

No interior, as mudanças são mais significativas, com a inclusão de um painel de instrumentos digital de 10,25 polegadas (incluído de série nas versões mais equipadas) complementado por um ecrã central de infotainment com ecrã a variar entre 8,25 e 9,2 polegadas, que inclui um novo sistema de reconhecimento de voz, cartão eSIM embutido, carregamento wireless do smartphone e quatro tomadas USB. Em opção, existe o volante aquecido e para-brisas aquecido. Em termos de sistemas de segurança, o SUV passa a incluir um assistente pré-colisão, cruise control ativo com auxílio da câmara e da navegação, aviso de perigos em marcha-atrás até 70 metros e nova função de auxílio de manobras com reboque.

Quanto aos motores, é possível optar entre os gasolina 1.0 TSI de três cilindros turbo a gasolina com 110 cv com caixa manual 4×2 (que promete ser 10% mais eficiente, graças a um novo sistema de combustão e à inclusão de um turbo de geometria variável), 1.5 TSI de quatro cilindros turbo de 150 cv (dotado de um sistema de desativação de cilindros) com opção de caixa de dupla embraiagem DSG de sete velocidades e o 2.0 TSI de quatro cilindros turbo com 190 cv DSG 4×4. A grande novidade está na oferta Diesel (agora equipada com sistema SCR) com a saída de cena do 1.6 TDI para dar lugar ao 2.0 TDI com 115 cv e caixa manual e uma versão com 150 cv com possibilidade DSG e também com versão 4×4 – com a promessa de redução de consumos e emissões de CO2. Para já, não há versões híbridas na gama.

Deixe uma resposta

*