Renovado VW Arteon traz versão R e Shooting Brake

Volkswagen Arteon facelift View Gallery 74 photos

Outra novidade na gama é ainda a introdução de uma versão híbrida plug-in.

A Volkswagen revelou o facelift do fastback Arteon, que vem acompanhado de uma inédita variante de carrinha de formato Shooting Brake. A gama familiar beneficia ainda de duas novidades de peso: uma nova variante de topo Arteon R com 320 cv e pela primeira vez uma opção híbrida plug-in (disponível em ambos os formatos de carroçaria). A renovada gama estará disponível para encomenda no outono, sendo que as primeiras unidades têm chegada prevista no início de 2021.

A Arteon Shooting Brake conta com um desenho distinto na secção traseira, a partir do pilar B, comparativamente com o fastback. A nova carrinha assume um formato de tejadilho mais pronunciado, ao estilo coupé. A bagageira da Shooting Brake é visivelmente mais larga, oferecendo 565 litros de capacidade, apenas mais 2 litros face ao fastback, sendo que com os bancos traseiros rebatidos a carrinha consegue chegar aos 1632 litros (mais 75 litros).

O Arteon R conta debaixo do capot com a quarta evolução do motor 2.0 de quatro cilindros turbo EA288 com 320 cv e 420 Nm, acoplado a uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades DSG e a um atualizado sistema de tração integral 4Motion. Esta variante com cunho desportivo surge equipada com um novo sistema de vectorização de binário R Performance Torque Vectoring System, inspirado na competição. De acordo com a marca alemã, este sistema consegue distribuir até 100% da potência do motor em “milésimos de segundo” para um dos eixos ou qualquer uma das quatro rodas – o que favorece a agilidade. A distribuição do binário é determinada por uma combinação de ângulo de direção, input do pedal do acelerador, aceleração lateral, taxa de rotação e velocidade.

Já o novo Arteon eHybrid recorre ao mesmo sistema híbrido plug-in utilizado no Passat GTE: um motor 1.4 de quatro cilindros turbo a gasolina com 156 cv a funcionar em conjunto com um motor elétrico de 115 cv, para um débito total de 218 cv, enviados para as rodas da frente através de uma caixa de dupla embraiagem de seis velocidades. Equipado com baterias de iões de lítio de 13 kWh, anuncia uma autonomia elétrica até 54 km, conseguindo operar em modo “zero emissões” até 140 km/h.

A restante gama do renovado Arteon é composta por mais duas propostas a gasolina com 190 e 280 cv e duas Diesel com 150 e 200 cv (ambos com um novo sistema de AdBlue, que promete reduzir as emissões de NOx em 80%). A dupla mais potente a gasolina e Diesel tem tração integral 4Motion. Toda a gama vem equipada de série com caixa de dupla embraiagem DSG de sete relações, com exceção do gasolina menos potente que tem caixa manual de seis.

Visualmente, este facelift do Arteon inclui uma nova grelha com uma faixa luminosa que vem desde os faróis em LED, que assumem um novo desenho e novas jantes entre 18 e 20 polegadas. Existe quatro níveis de equipamento: o base, Elegance, R-Line e R (sendo que este último ganha um para-choques redesenhado com entradas de ar maiores, pinças de travão em azul, ponteiras de escape cromadas e jantes de 20 polegadas).

Por dentro, é possível encontrar um painel de instrumentos com ecrã de 10,25 polegadas de série, um novo volante multifunções de série e o ecrã central com 8 ou 9,2 polegadas a projetar a mais recente evolução do sistema de infotainment. Entre o equipamento de série, destaque para os painéis iluminados no interior e ar condicionado com comandos digitais. Os modelos com assinatura R acrescentam detalhes em carbono preto, bancos desportivos em couro com encostos de cabeça integrados e um modo de condução Race. A gama intermédia Elegance e R-Line tem um volante desportivo, bancos em couro/alcantara e descanso do pé em aço inoxidável.

Deixe uma resposta

*