Mercedes-AMG GT Black Series estreia com 730 cv

Mercedes-AMG GT Black Series View Gallery 50 photos

Nova versão de topo do AMG GT anuncia uma velocidade máxima de 325 km/h.

A Mercedes-AMG anunciou o seu modelo com motor V8 mais potente de sempre: o AMG GT Black Series, que estará disponível para encomenda no fim do mês e cujas primeiras unidades chegam no outono. Munido de um motor V8 4.0 biturbo com 730 cv entre as 6700 e as 6900 rpm e 800 Nm entre as 2000 e as 6000 rpm (mais 145 cv e 100 Nm face ao AMG GT R Pro), este novo concorrente do Porsche 911 GT2 RS anuncia 0-100 km/h em 3,2 segundos (0,4 seg. mais lesto que o Pro) e 0-200 km/h em 9 segundos, além de uma velocidade máxima de 325 km/h (mais 7 km/h que o Pro). Esta nova versão de topo do AMG GT conta com um motor com várias modificações, nomeadamente uma cambota plana de competição, uma ordem dos cilindros modificada (de modo a aumentar a capacidade de resposta, nomeadamente a regimes mais elevados – com um “red line” às 7200 rpm), novas árvores de cames, turbos maiores com rolamentos antifricção, intercooler reforçado e um sistema de escape aprimorado. A potência é enviada para o eixo traseiro por uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades, que ganhou novas relações de caixa e foi modificada de modo a favorecer passagens mais rápidas. A função Race Start foi alterada de modo a proporcionar arranques mais fulminantes.

Na senda do SLS Black Series, o GT Black Series tem um aspeto inspirados nas versões de competição, nomeadamente os GT3 e GT4 de corridas. Destaque para a entrada de ar dianteira com alhetas que otimizam a circulação do ar, lábio dianteiro em fibra de carbono ajustável em duas posições e capot em fibra de carbono ventilado. Os painéis das saias laterais contam também com entradas de ar, há um difusor traseiro modificado e um spoiler traseiro bipartido, com barbatanas que ajustam até 20 graus – de modo a reduzir a resistência ao ar ou melhorar a estabilidade, dependendo da situação de condução. Este Black Series é capaz de gerar 400 kg de “downforce” a 250 km/h.

O GT Black Series tem vários elementos em fibra de carbono que lhe permitem reduzir o peso: capot, tejadilho, tampa da mala, mas também o apoio da transmissão, reforços estruturais da carroçaria e o eixo transmissão. Destaque também para as jantes forjadas, travões carbocerâmicos de série, vidros dianteiro e traseiro mais finos.

Seguindo o GT R, o GT Black Series conta com uma suspensão ajustável de tipo “coil-over” combinada com um sistema de amortecimento adaptativo. Existem componentes em alumínio que ajudam a reduzir o peso e há rolamentos sólidos no braço de suspensão traseiro – solução herdada da competição – o que permite melhor precisão da direção. Entre os modos de condução (onde se incluem nove configurações do controlo de tração) existe uma nova função Sport Plus, que consegue identificar a superfície do circuito e ajustar o carro em conformidade. É também possível ajustar o camber manualmente. A AMG encaixou neste Black Series novos pneus Pilot Sport Cup 2, que podem ter um composto macio ou duro.

Por dentro, este AMG GT recebeu elementos decorativos específicos, com revestimentos que misturam couro e microfibra, com pespontos em preto e laranja, além de aplicações em preto mate. Para poupar peso, conta com puxadores das portas de laço. Entre as opções, há bacquets em fibra de carbono e um AMG Track Package que acrescenta uma proteção anticapotamento em titânio, cintos de segurança de quatro apoios e um extintor.

1 Comment

Deixe uma resposta

*