BMW M3 e M4 trazem visual radical, mais potência e 4WD

BMW M3 e M4 Competition View Gallery 91 photos

Nova geração conta com uma versão de topo Competition com 510 cv.

A BMW apresentou oficialmente a nova geração (G80) da dupla M3 e M4 Coupé, que estará disponível no primeiro trimestre do próximo ano. Ambos estão disponíveis com um motor de seis cilindros 3.0 biturbo (S58, já disponíveis na dupla X3 M e X4 M) de colocação longitudinal em versões de 480 cv e 550 Nm (que estará disponível apenas nalguns mercados) e 510 cv e 650 Nm (mais 49 cv face aos C3 da geração anterior com motor S55), este último com selo Competition (nas fotos). Com 1730 kg, o novo M3 Competition tem uma relação peso/potência de 303 cv/tonelada e o M4 Competition, 5 kg mais leve, 304 cv/tonelada. Apesar de o novo motor partilhar a sua arquitetura com o anterior, inclui vários elementos novos, nomeadamente turbos reconfigurados, sistema de injeção modificado capaz de uma pressão até 350 bar, novo filtro de partículas e um aumento da fase do ciclo do motor para 90 mm, aumentando a cilindrada em 14 cc para 2993 cc. Quando equipado com o pack M Driver é possível acelerar de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos na versão normal e em 3,8 segundos na versão de topo (0,2 e 0,1 seg. melhor face aos CS anteriores), sendo que a velocidade máxima é de 290 km/h, independentemente da versão escolhida. Os modelos base contarão com tração traseira e caixa manual de seis velocidades (22,7 kg mais leve) a funcionar em conjunto com um diferencial eletrónico Active M e os modelos Competition oferecerão pela primeira vez a partir de meados de 2021 um sistema de tração integral viarável M xDrive (semelhante ao do M5 – com modos 4WD, 4WD Sport e com o DSC desligado 2WD, um modo de tração traseira). A caixa automática de oito velocidades, em substituição de uma caixa de dupla embraiagem de sete relações, é de série no modelo mais potente. Além da berlina e do coupé, a BMW vai lançar o M4 Cabriolet, o quatro portas M4 Gran Coupé e pela primeira vez uma versão M3 Touring. Na calha estão ainda as derivações mais potentes e mais orientadas para pista CS.

Ao nível do chassis, o M3 e o M4 utilizam uma configuração de triângulos sobrepostos em alumínio no eixo dianteiro e de cinco braços independentes no eixo posterior, em combinação com um sistema de amortecimento adaptativo. As jantes são de 18 polegadas à frente e de 19 polegadas atrás, com pneus de perfil 275/40 e 285/35, respetivamente. Os discos de travão são de 380 mm mordidos por pinças de seis êmbolos na dianteira e de 370 mm com apenas uma maxila no eixo posterior. Nestas variantes o camber dianteiro foi aumentado e as molas e amortecedores ganharam afinações específicas. A via dianteira foi aumentada em 34 mm e a traseira em 38 mm. A divisão M diz também que aumentou a rigidez torcional de ambos os modelos, com um reforço na baía do motor e nas torres da suspensão dianteira e introduzindo um novo subschassis ligado diretamente à estrutura traseira do carro. Ambos os desportivos surgem de fábrica com uma direção M Servotronic de desmultiplicação variável e um sistema de travagem específico, que proporciona dois tipos de resposta e sensação no pedal de travão.

O M3 e o M4 adotam um estilo mais radical, que os diferencia dos M340i e M440i, com uma frente onde predomina uma grelha de duplo rim sobredimensionada com sete listas duplas horizontais e um encaixe para a matrícula – uma solução semelhante à que foi adotada no novo Série 4. O para-choques dianteiro tem também um formato diferente, há faróis full-LED, um capot recortado, asas e saias laterais mais salientes, entradas de ar adicionais nas laterais e capas dos espelhos com um formato diferenciado. Os dois desportivos adotam também um tejadilho em plástico reforçado a fibra de carbono com duas nervuras concebidas para facilitar a circulação do ar, um spoiler na tampa da mala e um para-choques traseiro redesenhado com um difusor e duas ponteiras de escape de cada lado. Em termos gerais, o M3 cresceu face ao antecessor (F80), com 4794 mm de comprimento (mais 108 mm), 1903 mm de largura (mais 26 mm) e 1433 mm de altura (mais 8 mm). O mesmo aconteceu com o M4, cuja largura aumentou, no entanto, apenas 18 mm e a altura 1 mm. Ambos têm uma distância entre eixos de 2857 mm (mais 45 mm).

As opções de cores de exteriores de ambos os carros passou a incluir o Sao Paulo Yellow e o Isle of Man Green metalizado (os dois modelos na galeria) e o Toronto Red metalizado. Existe ainda um pack exterior M Carbon opcional e já foi divulgado o novo catálogo de acessórios M Performance Parts. Por dentro, destaque para os novos bancos M Sport (9,5 kg mais leves) que podem incluir pela primeira vez a função de ventilação, volante M Sport com botões M para acionar os modos de condução, painel de instrumentos e ecrã de infotainment com design M e elementos decorativos específicos. Entre o equipamento de série consta o Live Cockpit Professional, que providencia navegação com apoio da cloud, compatibilidade Apple Carplay e Android Auto, climatização de três zonas e luz ambiente em LED. Entre os sistemas de apoio à condução destaque em opção para a nova geração do HUD com grafismo M, BMW Drive Recorder, que grava imagens recolhidas em redor do carro, e os faróis em laser. Novo é também o sistema opcional M Drive Professional que inclui a função em estreia M Traction Control que ajusta o controlo de estabilidade em 10 fases e o Drift Analyser.

Deixe uma resposta

*