Hopium Machina quer ser o Tesla dos carros a hidrogénio

Hopium Machina View Gallery 10 photos

Primeiro protótipo do modelo com 500 cv e autonomia para mil quilómetros será revelado no próximo verão.

O piloto Olivier Lombard integrou a equipa que venceu as 24 Horas de Le Mans em 2011, na categoria LMP2, com apenas 20 anos de idade. Desde 2013, o francês corre no GreenGT com um protótipo fuel cell e acredita que o futuro da competição e dos modelos de estrada passam por esta tecnologia. Por isso, investiu no Hopium Machina, que pretende ser o primeiro carro de luxo a hidrogénio do mundo. O modelo de fabrico francês é uma berlina com faróis de aspeto distinto, um nariz saliente e uma grelha inferior tipo malha. O desenho futurista é visível também nas jantes aerodinâmicas e nos puxadores inclusos. Destaque ainda para o brisas inclinado, cavas das rodas “musculadas”, tejadilho panorâmico em vidro, câmaras em vez de espelhos retrovisores e farolins acoplados a aberturas que favorecem a circulam do ar.

Para já, sabe-se que o Machina terá 500 cv e uma autonomia total para mil quilómetros. O modelo precisa de apenas três minutos para abastecer os depósitos de hidrogénio. Segundo o fabricante Hydrogen Motive Company, uma das metas do Machina é a neutralidade carbónica.

O primeiro protótipo funcional será revelado em junho de 2021 e o início da produção está previsto para 2026. Tem como destinos a China, Europa, Japão, Coreia do Sul e EUA.

Deixe uma resposta

*