Novo Nissan Qashqai traz design mais ousado

Nissan Qashqai View Gallery 18 photos

SUV tem uma gama totalmente híbrida e beneficia de um forte “upgrade” tecnológico.

A Nissan desvendou a terceira geração do Qashqai, um SUV que só na Europa já vendeu mais de três milhões de unidades. A principal diferença do novo modelo, que estará à venda a partir do próximo verão, são as suas linhas mais afiadas, acompanhados de faróis rasgados com efeito boomerang e uma nova grelha cromada V-Motion. Feito com base na nova plataforma CMF-C da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, o SUV cresceu 35 mm em comprimento, 32 mm em largura e 25 mm em altura, além de beneficiar de mais 20 mm de distância entre eixos –  totalizando agora 4425 mm de comprimento, 1838 mm de altura, 1635 mm de altura e 2666 mm de distância entre eixos. Este crescimento generalizado possibilitou aumentar o espaço para pernas dos ocupantes dos lugares traseiros em 28 mm, aumentar o espaço entre os ocupantes da frente, que passam a contar com mais 15 mm em altura. A capacidade da bagageira cresce até 50 litros (para 480 litros ou 470 litros na versão E-Power), sobretudo em virtude de ter sido rebaixado o piso de carga e reconfigurada a suspensão traseira. As portas traseiras passam a abrir a 85 graus, facilitando o acesso. Além disso, pode encaixar pela primeira vez, em opção, jantes de 20 polegadas. Outra estreia no novo modelo são os faróis full-LED matrix, que ajustam automaticamente de acordo com as condições da estrada e do trânsito em frente. Existem 11 cores de carroçaria à disposição, incluindo cinco esquemas de duas cores.

Além de mais espaço a bordo, o interior passa a contar com materiais mais suaves ao toque, um punho da caixa de velocidades aprimorado e bancos dianteiros com função de massagem. O enriquecimento tecnológico é evidente no painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas e no sistema de infotainment com ecrã de 9 polegadas compatível com os sistemas Android Auto e Apple Carplay (este último via wireless). Em opção, o novo Qashqai acrescenta um head-up display com 10,8 polegadas, tomadas USB à frente e atrás, um novo airbag entre os lugares da frente, além da mais recente geração da tecnologia de condução semi-autónoma ProPilot com Navi-Link. O sistema de Wi-Fi a bordo possibilita ligar até sete dispositivos em simultâneo. Destaque ainda para os comandos por voz Google Assistant e Amazon Alexa e para a aplicação para smartphone NissanConnect que permite controlar remotamente funções como a buzina, luzes e o fecho centralizado.

A gama de motores é formada em exclusivo por motores híbridos a gasolina. Na base figura o motor 1.3 turbo DIG-T “mild hybrid” de 12V (que permite recuperar energia em desacelerações e travagem, além de auxiliar com um binário adicional em situações de aceleração) disponível numa versão com 140 cv e 240 Nm e noutra com 158 cv e 260 Nm – ambos com caixa manual de seis velocidades e tração dianteira. Este sistema pesa 22 kg e permite 4 g/km de emissões de CO2. Na variante mais potente, é possível optar por uma caixa de variação contínua Xtronic que aumenta o binário para 270 Nm (por um período até 20 segundos), para uma configuração 4×4 (que dispõe dos modos de condução Standard, Eco, Sport, Snow e Off-Road). No topo da gama está uma variante híbrida de tração dianteira E-Power com um motor 1.5 de três cilindros a debitar 154 cv a funcionar em conjunto com um motor elétrico de 190 cv e 330 Nm – precisamente o débito máximo deste sistema, no qual as rodas são movimentadas pelo motor elétrico e o motor térmico serve apenas para gerar eletricidade. Esta versão anuncia uma média de consumos de 5,3 l/100 km e emissões de CO2 de 150 g/km (WLTP). Acelera de 0 a 100 km/h em menos de 9 segundos. O novo Qashqai traz também o e-Pedal já disponível no elétrico Leaf, que permite controlar a aceleração e travagem apenas com um pedal.

Para compensar a inclusão de um sistema híbrido, a Nissan encetou várias medidas para reduzir o peso do carro, incluindo uma tampa da mala 2,6 kg mais leve em material compósito, portas, vias e capot em alumínio (possibilitando uma dieta de 21 kg), assim como a estrutura 60 kg mais leve (embora 41% mais rígida do que antes). As versões base do novo Qashqai surgem com uma barra de torção no eixo posterior, mas as versões com jantes de 20 polegadas de tração integral possuem uma configuração multibraços. Existe um “set-up” de tipo MacPherson em ambos os eixos, com uma direção melhorada que promete ser mais comunicativa e com menor fricção.

A Nissan lançou uma edição limitada de lançamento desta nova geração do Qashqai. Esta Premiere Edition pode ser associada ao 1.3 DIG-T com 138 ou 156 cv com caixa automática e conta com pintura bicolor. Os preços começam nos 33.600 euros.

Deixe uma resposta

*