Mercedes-Benz Classe C elétrico apontado a 2024

Mercedes-Benz Classe C

EQC berlina será feito com base numa nova plataforma MMA para modelos “zero emissões” compactos.

A Mercedes-Benz estreou esta semana a nova geração do Classe C, que terá uma gama totalmente formada por motores de quatro cilindros “eletrificados”, sendo que o principal destaque será o híbrido plug-in C300 e com a promessa de autonomia elétrica até 100 km. Mas a verdade é que em plena ofensiva de modelos elétricos da família EQ era normal que os responsáveis da marca de Estugarda fossem confrontados com a possibilidade de um novo Classe C 100% elétrico. Ouvido pela Autocar, o COO da Mercedes-Benz, o EQC berlina (não confundir com o EQC derivado do SUV GLC) só será aposta em 2024. Contudo, em vez da base MRA utilizada no novo C e no Classe S ou da plataforma modular específica MEA para modelos elétricos de maiores dimensões (como o EQS), o Classe C elétrico recorrerá à MMA, dedicada a modelos compactos.

Além do já mencionado EQC SUV, a Mercedes-Benz já apresentou o EQA (derivado do GLA) e deverá apresentar nos próximos meses o EQS (alinhado com o Classe S) e do EQE (que partilha o formato com o Classe E). Já confirmados estão também o SUV EQB (o equivalente “zero emissões” ao GLB), assim como os SUV EQE e EQS (evoluções do GLE e do GLS, respetivamente).

Deixe uma resposta

*