Berlina a hidrogénio Hopium tem 1000 km de autonomia

Hopium Machina

Novo fabricante francês quer ser a Tesla dos carros movidos a pilha de combustível. Serão construídas mil unidades do Machina.

A Hopium apresentou o protótipo funcional da berlina a hidrogénio Machina no Viva Technology em Paris. A recém-criada marca francesa, fundada pelo Olivier Lombard – que se tornou em 2011 no mais jovem piloto de sempre a vencer em Le Mans, em 2011 (na classe LMP2), com 21 anos – limitará este modelo a apenas mil unidades, para já. Podem ser feitas reservas em troca de um depósito de 410 euros. Os preços começam nos 120 mil euros. Lombard tem estado envolvido nos últimos sete anos no desenvolvimento do Green GT LMPH2G, um protótipo movido a pilha de combustível, para correr nas 24 Horas de Le Mans. Agora é a vez de aplicar o “know-how” adquirido na sua própria marca.

O protótipo conhecido pelo nome “Alpha 0” anuncia uma autonomia máxima de 1000 km, entre reabastecimentos. O único depósito deste modelo pode ser reabastecido em cerca de três minutos. O Machina terá cerca de 500 cv e será capaz de atingir uma velocidade máxima de 230 km/h. A Hopium utilizará no Machina o seu próprio sistema movido a pilha de combustível, que se encontra neste momento em testes de fiabilidade.

O Machina será apresentado num formato próximo da produção no primeiro trimestre de 2022. O modelo final tem chegada prevista ao mercado para 2025. O objetivo da Hopium é ser a Tesla dos carros “fuel cell”.

Deixe uma resposta

*