Mazda suspende projeto do MX-30 com motor rotativo

Mazda MX-30

Variante com extensor de autonomia do SUV foi, para já, adiada.

A especulação em torno do possível regresso do motor rotativo à gama da Mazda tem feito correr muita tinta. Durante muito tempo especulou-se que o motor Wankel poderia ser utilizado num herdeiro espiritual de desportivos como o RX-7 ou o RX-8. No ano passado, finalmente, tudo parecia bem encaminhado com o anuncio de uma utilização deste motor rotativo como extensor de autonomia numa variante do SUV elétrico MX-30, prevista para a primeira metade de 2022, especialmente a pensar no mercado europeu e norte-americano. Contudo, segundo Masahiro Sakata, um porta-voz da marca japonesa, à Auto News, este projeto foi suspenso, pelo menos para já. O projeto terá sido alegadamente posto de parte pois exigiria a utilização de uma bateria maior o que tornaria o carro demasiado caro. Contudo, “ainda estamos a ponderar a utilização do motor Wankel como extensor de autonomia, mas ainda não sabemos quando iremos avançar”, afirmou o representante da Mazda.

Seja como for, uma coisa é certa: não veremos o motor Wankel como principal fonte propulsão principal de um carro desportivo.

A única versão atualmente disponível na Europa do SUV elétrico MX-30 é equipada com um motor elétrico de 145 cv associado a uma bateria de 35,5 kWh de capacidade que lhe garantem até 200 km de autonomia (WLTP). No Japão existe uma opção 2.0 de quatro cilindros a gasolina com um módulo “mild hybrid” de 24V com 155 cv.

Deixe uma resposta

*