Renault Mégane E-Tech Electric tem até 470 km de alcance

Renault Mégane E-Tech Electric

Novo SUV com 4,21 metros de comprimento chega em 2022 com um preço a oscilar entre os 40 e os 46 mil euros.

A Renault apresentou o SUV Mégane E-Tech Electric cujas encomendas deverão abrir em fevereiro, devendo chegar a Portugal em março do próximo ano. Os preços deverão oscilar entre os 40 e os 46 mil euros. Com 4,21 metros de comprimento e 2,7 m de distância entre eixos (o que permitiu aproveitar da melhor forma o espaço a bordo deste modelo compacto), o novo Mégane SUV pesa 1624 kg e é feito com base na plataforma CMF-EV, a mesma do Nissan Ariya (4,59 m de comprimento). Este Mégane E-Tech Electric surge com jantes de 20 polegadas e tem apenas 1,5 m de altura (apenas mais 5 cm do que o Mégane normal). Destaca-se pelos puxadores escamoteáveis nas portas dianteiras e nos vidros traseiros, de forma a melhorar performance aerodinâmica. Este novo Mégane é o primeiro modelo de produção da Renault a trazer o novo logótipo da marca. Este novo SUV é uma evolução do protótipo eVision, no qual foram alterados apenas a assinatura luminosa e foram instalados espelhos retrovisores convencionais em vez de câmaras.

No interior, também pouco ou nada relaciona este Mégane elétrico com a restante família com o mesmo nome. O painel digital em forma de L invertido chama-se OpenR e engloba a instrumentação com 12,3 polegadas e um ecrã tátil na vertical com 12 polegadas nas versões mais equipadas. Este ecrã possui uma resolução de 1250×1562 pixel e é feito em vidro. Existe uma opção mais barata com 9 polegadas e menos resolução. Opera com um sistema Android da Google, que inclui Google Maps, Google Assistance (com comandos por voz) e Google Play de série. Todos os revestimentos são feitos de materiais reciclados, sendo que a parte inferior é feita de plástico reciclado. No fim de vida, 95% do carro será reciclado. O Mégane elétrico possui uma suspensão traseira multibraços e uma dianteira de tipo MacPherson, além de uma direção mais direta comparativamente com restantes modelos da gama atual. As portas são em alumínio.

O novo motor (10% mais leve que o do Zoe e que utiliza menos 45% de cobre) tem 130 cv e 250 Nm na versão base e 218 cv e 300 Nm nas versões mais equipadas. Não existirão versões 4×4. Nesta versão de topo, o Mégane E-Tech Electric anuncia 0-100 km/h em 7,4 segundos, permitindo uma velocidade máxima de 160 km/h. As baterias com apenas 110 mm de espessura poderão ser de 40 ou 60 kW, oscilando entre 300 e 470 km de autonomia (WLTP). A bateria tem 8 anos de garantia e caso se detriore abaixo dos 70% a marca efetuará a sua substituição sem custos associados. A bateria permite carregamentos AC até 22 kW e DC até 130 kW (que com meia-hora de “encosto” possibilita obter o equivalente a 300 km de autonomia). Numa wallbox de 7,4 kW carrega na totalidade em 8 horas.

Deixe uma resposta

*