Peugeot vai ter gama 100% elétrica na Europa em 2030

Peugeot e-2008

Construtor francês segue assim a DS, Alfa Romeo e Opel, que assumiram a viragem para uma gama “zero emissões” em 2026, 2027 e 2028, respetivamente.

A proibição da venda de carros com motor a combustão na Europa em 2035 está a obrigar os construtores, uns mais cedo do que outros, a tornar a sua gama totalmente elétrica. A Peugeot foi um dos que quis comprometer-se desde já com o fim da venda de carros a combustão na Europa em 2030. A transição foi confirmada pela CEO do emblema de Sochaux, Linda Jackson, em entrevista à Automotive News Europe. Esta decisão não invalida que a Peugeot continue a vender carros com motor térmico nos restantes pontos do globo.

Atualmente a Peugeot, vende quatro modelos elétricos: o e-208 (cujas vendas já representam 20% da gama 208), o e-2008 (na imagem), o e-Rifter e o e-Traveler. Esta oferta será enriquecida em breve com uma versão “zero emissões” do novo 308. O passo gigante rumo à eletrificação total será, no entanto, dado quando forem introduzidas plataformas específicas para modelos EV no grupo Stellantis – algo que está previsto começar em 2023 com a chegada da próxima geração do 3008 que inaugurará a base STLA Medium. A terceira geração do SUV compacto terá uma versão elétrica, mas manterá uma versão híbrida até ao final da presente década. Além desta base serão ainda aposta outras três plataforma dedicadas, a STLA Small, a STLA Large e s STLA Frame (para comerciais).

Além da Peugeot, no grupo Stellantis a DS já se comprometeu na viragem para a eletrificação total em 2026, a Alfa Romeo em 2027 e a Opel/Vauxhall em faze-lo em 2028. O CEO do grupo, Carlos Tavares, prevê que em 2030 mais de 70% das vendas na Europa de todas as marcas sejam de modelos “eletrificados” (híbridos ou elétricos).

Deixe uma resposta

*