Land Rover Defender clássico recebe motor elétrico Tesla

E.C.D. Automotive Design Defender com motor Tesla

“Restomod” da E.C.D. Automotive Design deu ao “off-roader” 450 cv e 354 km de autonomia.

A E.C.D. Automotive Design tem um largo historial de transformações do Land Rover Defender original. Contudo, desta feita, em vez de colocar um motor V8 de origem Chevrolet, a empresa sediada na Florida (nos EUA), optou por um motor elétrico herdado de um Tesla Model S P100D. Assim, este “restomod” do lendário 4×4 britânico passou a debitar 450 cv. Graças a isso, consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos. A alimentar esse motor está dois packs de baterias com 100 kWh de capacidade que possibilitam um alcance até 354 km. Este modelo demora 5 horas a carregar numa tomada trifásica e 10 h numa tomada doméstica.

A acompanhar, este Defender elétrico feito com base na versão 110 beneficia de uma suspensão pneumática e jantes de 18 polegadas acompanhadas de pneus BF Goodrich de todo o terreno. Na versão Project Britton, visível nas imagens mantem os travões e os eixos de fábrica, surgindo pintado na cor Cool Khaki Grey. Por dentro realce para os revestimentos em couro e tecido preto e bege, mas também em madeira na caixa de carga. Existe ainda um volante de aspeto clássico.

Prometida está ainda uma versão chamada Project Morpheus que contará com eixos reforçados, diferenciais de deslizamento limitado e travões Brembo. No interior, contará com espaço para seis ocupantes e um sistema de som Alpine, mas já não haverá revestimentos em couro. O aspeto mais All Season será reforçado com barras no tejadilho, “bull bar” na grelha e faróis auxiliares.

O preço deste Defender especial ainda não foi confirmado, embora se estime que ronde os 175 mil euros. O tempo de entrega estimado é de 14 meses. Segundo a E.C.D. Automotive Design cada carro envolve 2 mil horas de trabalho, incluindo 1500 km de testes de qualidade.

Deixe uma resposta

*