Mercedes-AMG SL 43 será um híbrido de quatro cilindros

Mercedes-AMG SL 63

Versão base do roadster chegará na primavera com um 2.0 com um turbo elétrico.

A Mercedes-AMG apresentou em outubro passado o novo SL, modelo cujas entregas começarão em março, nas versões 55 4Matic+ com 476 cv e 63 4Matic+ com 585 cv (na imagem). Mas, segundo o Sport Leicht, ainda nesta primavera estará disponível uma versão base SL 43. Esta contará com um motor 2.0 de quatro cilindros (M254) com um turbo elétrico alimentado por um sistema “mild hybrid” de 48V. Este modelo deverá rondar os 390 cv, aos quais se devem acrescentar mais 20 cv do motor/gerador.

Este sistema, desenvolvido em conjunto com a Garrett Motion, promete reduzir o atraso da resposta do turbo ao integrar um pequeno motor elétrico integrado no eixo do turbocompressor entre a roda da turbina e a roda do compressor. O motor aciona a roda do compressor no lado do ar fresco do turbocompressor antes que a roda da turbina no lado da exaustão receba o fluxo dos gases de escape, melhorando assim a resposta em regimes mais baixos e em rotações mais altas. Capaz de girar a 170 mil rotações por minuto, o e-turbo mantém a pressão mesmo quando é retirado o pé do acelerador. A Mercedes-AMG diz que esta tecnologia possibilita ter mais binário à disposição a baixas velocidades. Além disso, o sistema de refrigeração do motor tem a tarefa de manter o turbo, o motor e a eletrónica controlados.

Para mais tarde, está prevista uma variante híbrida plug-in deste sistema, similar à que será utilizada no próximo C63, que será revelado ainda este ano, também com um sistema eletrificado com base num quatro cilindros (M139) com 557 cv.

Face a estes factos, é possível que o próximo AMG GT coupé possa vir a receber uma versão de acesso também com um quatro cilindros “eletrificado”.

Deixe uma resposta

*