Italianos revelam modelo de corridas com 780 kg

ATS Corsa RR Turbo View Gallery 9 photos

Animado por um motor da Honda com 600 cv, o ATS RR Turbo está apto a correr em rampas por essa Europa fora.

Apesar de ter renascido recentemente, a Automobili Turismo e Sport (ATS) não ficou na memória da maior parte das pessoas, uma vez que assinou apenas uma criação o 2500 GT – um desportivo limitado a 12 unidades produzido entre 1963 e 65, que basicamente copiava a fórmula do Lamborghini Miura. Composta maioritariamente por engenheiros vindos da Ferrari, a marca de Bolonha conseguiu até entrar na Fórmula 1. Correu com dois carros, tendo apenas terminado uma corrida. Quando regressou à atividade, a ATS Corsa brindou-nos com o superexclusivo GT, um McLaren ligeiramente modificado. Agora é a vez do ATS RR Turbo, um modelo de corridas para “gentlemen drivers”. Este modelo está homologado para várias competições da FIA, incluindo o campeonato de resistência alemão VLN, o campeonato de resistência francês VdeV e todas as rampas europeia.

O RR Turbo dispõe de uma suspensão com triângulos sobrepostos em ambos os eixos, amortecedores de tipo “push-rod” e uma estrutura “spaceframe” que pesa apenas 40 kg. O chassis é feito de uma liga entre molibdénio e cromo, havendo ainda materiais compósitos que permitem maximizar a “downforce”. Existe ainda opção de utilização de fibra de carbono na zona inferior da carroçaria e painéis alveolares da traseira. É possível também optar por uma única asa traseira em alumínio ou tripartida em fibra de carbono. Com 780 kg no total, o RR Turbo é mais leve do que um Lotus Elise. Conta com um motor 2.0 de quatro cilindros em linha de origem Honda, substancialmente modificado e colocado em posição central, a debitar 600 cv. Para o efeito, beneficia de pistões forjados, nova cabeça dos cilindros, sistema admissão personalizado e válvula de escape redesenhada. O motor é acompanhado de um novo turbo fornecido pela Garrett, que permite um pico de potência máximo às 8500 rpm. O binário máximo de 530 Nm é atingido entre as 4000 e as 7000 rpm. A enviar potência para as rodas traseiras surge uma caixa sequencial de seis velocidades e um diferencial autoblocante mecânico. O motor e a caixa estão ligados por uma estrutura monobloco de alumínio de alta resistência que ajuda ainda a sustentar a suspensão, amortecedores, escape e base da asa. O desportivo surge ainda munido de pinças de travão da Brembo com quatro êmbolos, com opção de discos carbocerâmicos. Realce ainda para as jantes de 18 polegadas, pneus Michelin, tablet que permite projetar imagens captadas por uma câmara no interior e transmitir em direto corridas via Facebook.

O ARS RR Turbo está disponível desde 110 mil euros, antes de impostos. As primeiras entregas arrancam na próxima primavera.

Deixe uma resposta

*