Peugeot associa-se à Rebellion no regresso a Le Mans

Franceses mostraram também uma imagem do futuro protótipo que correrá em 2022.

A Peugeot Sport anunciou uma parceria com a equipa suíça Rebellion para o seu regresso ao mundial de resistência e às 24h de Le Mans. Esta união de esforços permitirá desenvolver um novo protótipo híbrido, cuja primeira imagem foi agora publicada, que competirá numa nova categoria destinada a hipercarros. O quartel-general da nova equipa terá sede numa das fábricas da Peugeot, em Satory, perto de Paris – precisamente onde foi feito o último bólide da marca francesa a correr no WEC, o 908 HDi (entre 2007 e 2012). Em janeiro serão anunciados novos detalhes sobre a nova equipa.

Entretanto, a propósito desta joint-venture, o CEO da Peugeot, Jean-Philippe Imparato, recorda que “a Peugeot tem estado por trás de alguns dos momentos mais memoráveis das corridas de endurance, seja a gasolina ou diesel e hoje, voltamos a nossa atenção para uma nova aventura fundada na tecnologia híbrida eletrificada. Ficámos encantados por ver como o recente anúncio da nossa participação na competição foi bem-recebido, especialmente porque esta mudança em termos desportivos e de unidade de potência, irá acompanhar o lançamento dos nos carros Peugeot Sport Engineered. Estou muito entusiasmado com este programa, especialmente porque vamos trabalhar em associação com um grande parceiro. A paixão comprovada da Rebellion, a busca pela perfeição e credenciais de desempenho, encaixam-se perfeitamente nos valores da Peugeot, que são padrões exigentes”.

Por sua vez, o responsável máximo da equipa Rebellion Corporation, Alexandre Pesci, mostrou-se satisfeito com esta parceria: “Acredito que a paixão das nossas duas empresas fala por nós, como uma linguagem comum e simples. Juntos, vamos construir um carro e uma equipa para competir no que promete ser um campeonato ferozmente disputado, ao mesmo tempo que procuramos iniciar juntos um recorde de sucesso”. Recorde-se que a Rebellion Corporation começou por participar nos LMP1 nos protótipos privados com motores Toyota e que atualmente corre nos LMP1 “não híbridos”, tendo passado também pelos LMP2. Por ela passaram pilotos de referência como Neel Jani, Nick Heidfeld e o Andre Lotterer.

Deixe uma resposta

*