KTM estreia X-Bow GTX para correr nos GT2

KTM X-Bow GTX GT2 View Gallery 2 photos

Com 600 cv e 1000 kg, promete rivalizar com modelos da Porsche e da Audi.

Conhecida sobretudo pelas suas máquinas de duas rodas, a KTM divulgou imagens do seu novo modelo que correrá no programa de GT2 da FIA. Para já, sabe-se que o X-Bow GTX fará a sua estreia em pista no outono. O modelo de competição feito com base no de X-Bow estrada (que conta já com 12 anos deste o seu lançamento original), tendo sido desenvolvido pelo habitual parceiro Reiter Engineering. Conta com um motor 2.5 de cinco cilindros turbo de origem Audi (disponível no RS Q3 e no TT RS) com cerca de 600 cv de potência. Ao contrário do que sucede com a versão de estrada e com as outras versões de pista do X-Bow, este GTX tem o habitáculo fechado. Acrescenta ainda bacquets de competição e roll-cage.

A seu favor o KTM tem ainda o facto de anunciar apenas uma tonelada de peso, devido ao seu chassis em carbono construído pela Dallara. Isso contribuirá para uma relação peso/potência muito competitiva de forma a enfrentar olhos nos olhos modelos como o Porsche 911 GT2 RS Clubsport ou o Audi R8 LMS GT2. Isto significa que este novo KTM está apto a correr nas 24h de Creventic, GT Open, DMV-GTC e o Nürburgring Langstrecken. Espera-se que este KTM GT2 custe acima dos 350 mil euros. A produção será limitada inicialmente a 20 carros, no final deste ano. A marca austríaca vai disponibilizar tanto uma versão GTX como um GT2. Sem qualquer restrição de potência, o GTX poderá correr fora das referidas competições e ser utilizado em “track day”. A versão GT2 será sujeita ainda a uma homologação final.

Limitada a 700 cv, a classe SRO GT2 foi recuperada em 2018 e destina-se sobretudo a condutores amadores que queiram correr em pista com máquinas mais potentes, menos aerodinâmica e mais potência face aos GT3 limitados a 560 cv (apesar de mais rápidos). No fundo, os GT2 estão atualmente entre os GT3 e os GT4.

Deixe uma resposta

*