Pai e filho Giugiaro reinventam barchetta Bandini

GFG Style Bandini Dora View Gallery 33 photos

Protótipo Bandini Dora é um modelo elétrico bilugar com 544 cv inspirado nos modelos de competição da década de 1950.

A GFG Style, uma empresa fundada em 2015 pelo famoso designer Giorgetto Giugiargo e pelo seu filho Fabrizio, já se tinha dado a conhecer ao mundo na edição do ano passado do Salão de Genebra, com o protótipo Kangaroo, um SUV elétrico de ambiciosas caraterísticas desportivas. Para a edição deste ano a marca tinha previsto apresentar três protótipos. Mas, o adiamento do evento devido ao coronavírus, obrigou Giugiaro a apresentar o trio de modelos virtualmente. Entre os três concept cars, o que salta à vista em primeira instância é o Bandini Dora um modelo sem capota, mas com para-brisas, com um sistema de proteção inspirado no escudo protetor “Halo” utilizado na Fórmula 1. O Dora é feito com base num chassis “spaceframe” em alumínio, com um pilar na parte de baixo do carro que se prolonga da zona dianteira até ao spoiler traseiro, e painéis da carroçaria em fibra de carbono. Um dos seus traços caraterísticos são as portas de abertura em tesoura. Por dentro, esta barchetta inclui um ecrã tátil onde concentra as principais funções do carro, aplicações em fibra de carbono e couro. O sistema propulsor é formado por dois motores elétricos, um por cada eixo (o que lhe permite ter tração integral), responsáveis por um débito de potência conjunto de 544 cv e 680 Nm. Estes são alimentados por um pack de baterias de 90 kWh de capacidade, encaixadas no centro do carro, que lhe permitem anunciar até 450 km de autonomia. As prestações são dignas de um desportivo: 0-100 km/h em 3,3 segundos e uma velocidade máxima limitada eletronicamente a 250 km/h. O Dora tem 4,80 metros de comprimento, 2 m de largura, 1,15 m de altura e 3 m de distância entre eixos. Com pneus de medida 245/40 R21, o Dora resulta da colaboração com a Bandini, um antigo construtor italiano fundado por Ilario Bandini (que operou entre 1946 e 1992) e que foi recentemente ressuscitada com o nome Bandini Automobili pela mão do neto de Ilario chamado Michele. Aliás, com as suas linhas angulosas, o Dora Bandini é uma homenagem declarada às barchettas de competição da década de 1950 – tal como a Bandini 750 Sport Internazionale, atualmente em exposição no Mille Miglia Museum, e que surge nalgumas das fotos.

Além do Dora Bandini, a GFG Style aproveitou para apresentar o Vision 2030, outro modelo elétrico cuja suspensão se ajusta de acordo com o tipo de terreno. Ao todo, conta com os modos de condução: Race, Road e Off-Road, que lhe permitem mudar a altura ao solo entre 14 e 22 cm. Por dentro, encontram-se seis ecrãs digitais. Este modelo de dois lugares tem 510 cv e 680 Nm, com bateria de 90 kWh é capaz de garantir autonomia para mais de 450 km e anuncia 0-100 km/h em 3,8 segundos.

Por fim, o 2030 Desert Ride, é um SUV elétrico desenhado a pedido para as estradas da Arábia Saudita. É feito com base na mesma estrutura em alumínio e o mesmo conjunto propulsor dos restantes dois protótipos. Anuncia 0-100 km/h em 3,8 segundos e uma velocidade máxima de 250 km/h. Este “híper SUV” é um “off-roader” com 22 cm de altura ao solo e vários modos de condução. Tem vias mais largas face ao Vision 2030, acrescentando jantes mais pequenas, para-lamas em fibra de carbono e um pneu suplente encaixado no portão traseiro.

Deixe uma resposta

*