Redesenhado BMW Série 5 traz novas versões “eletrificadas”

BMW Série 5 facelift View Gallery 31 photos

Previsto para julho, o facelift da gama tem como topo de gama o M550i com 530 cv.

A BMW apresentou o atualizado Série 5, que chegará em julho ao mercado nacional nas versões berlina e carrinha. Esteticamente, não há grandes novidades a assinalar, com a estética a aproximar-se mais do novo Série 7. Tal como aconteceu na gama mais abaixo, o Série 5 surge com uma grelha maior, mais baixa e com filamentos maiores, acrescentando também faróis full-LED mais afilados, lineares e definidos. Em opção, existem faróis em laser com uma lista em azul. Os farolins também ganham uma nova assinatura luminosa em LED em forma de L e um contorno em preto. Independentemente da versão, há ponteiras de escape com formato trapezoidal. O renovado Série 5 tem 4963 mm de comprimento (o que equivale e mais 21 mm na Touring e mais 27 mm na berlina). A distância entre eixos mantem-se nos 2975 mm, assim como a largura das vias (1605 mm à frente e 1630 mm atrás). A altura ao solo é de 140 mm na carrinha e de 144 mm na berlina. É possível escolher entre jantes de 18 e 20 polegadas, onde se incluem as novas Air Performance, mais leves e com menos resistência ao ar. As versões M surgem com aventais dianteiro e traseiro redesenhados com vista a melhorar a aerodinâmica. A gama beneficia de novas cores exteriores (Phytonic Blue metalizada e Bernina Grey metalizada, a que se juntam a Aventurine Red metalizada e Tanzanite Blue metalizada do portefólio BMW Individual), decorações no interior e revestimentos. Existe ainda à disposição o catálogo M Performance Parts, que inclui um difusor, lábio dianteiro e outros componentes em fibra de carbono.

No interior, o Série 5 pouco mudou esteticamente, sendo a sua grande novidade a inclusão do sistema de infotainment iDrive 7. O hardware foi atualizado no painel de instrumentos com ecrã de 12,3 polegadas incluído de série, que é complementado por um ecrã central tátil do mesmo tamanho opcional – o de série tem 10,25”. De fábrica é também o sistema de navegação e a compatibilidade com os sistemas Android Auto e Apple Carplay. A marca de Munique apostou em menus com um funcionamento mais intuitivo, melhor resposta e grafismo.

Nesta revisão ao Série 5, a BMW apostou em mais versões híbridas. Para já, está disponível o 530e, quer no formato berlina quer na carrinha, com um motor de quatro cilindros, que providencia um total de 292 cv (mais 40 cv do que na versão anterior). Todas as restantes motorizações do Série 5 são “mild hybrid” de 48V, que surgem com um gerador/motor de arranque com 11 cv. A oferta Diesel é composta apenas pelo 520d com 190 cv. Já a gasolina é possível optar pelo 520i com 184 cv, o 530i com 252 cv e o 540i com 333 cv. No topo da gama está o M550i xDrive com um motor V8 4.4 de 530 cv – a anunciar 0-100 km/h em 4 segundos. Existe uma opção de tração integral xDrive em todas as versões, com exceção do 520i. Tal como dantes, todos os motores surgem de série com uma caixa automática de oito velocidades (sem opção manual).

Entretanto, para o outono já está confirmada a aposta no híbrido plug-in 545e, apenas disponível no formato berlina e com tração integral, um modelo baseado num motor de seis cilindros com 286 cv que a funcionar em conjunto com um motor elétrico de 109 cv debita um total de 394 cv e 600 Nm – que anuncia 0-100 km/h em 4,7 segundos e um modo elétrico até 57 km. Até ao final do ano está também previsto um renovado M5 que terá a companhia de um M5 CS com um motor V8 4.4 mais potente.

Entre os opcionais, destaque para a suspensão desportiva M, suspensão adaptativa M e suspensão adaptativa M Professional com sistema de estabilização ativo. Outra novidade entre os opcionais do pack M Sport são os bancos de acionamento elétrico M (anteriormente exclusivos do M5) com encostos de cabeça integrados e suporte lombar adicional.

As novidades tecnológicas incluem um sistema de assistência à direção e orientação na faixa que intervém ativamente e com capacidade de mudar de faixa, caso seja necessário. Há também um sistema que garante que o carro está sempre posicionado na faixa ideal para sair o mais rapidamente possível de uma situação de congestionamento. A contribuir para isso está o sistema BMW Maps baseado numa cloud e com acesso a trânsito em tempo real. Uma das novas funções é o Drive Recorder (integrado no pack Parking Assistant Plus), que possibilita a gravação de clips até 40 segundos ao redor do carro. Outra nova função é um assistente de marcha-atrás que agora deteta carros até 50 metros de distância.

A BMW aposta numa versão M Sport limitada a mil unidades com pintura em Donington grey (cor antes reservada apenas ao M5) ou em Tanzanite Blue (da BMW Individual), jantes bicolores Air Performance de 20 polegadas, além de detalhes estéticos M Sport.

Deixe uma resposta

*