Este é o primeiro De Tomaso Pantera do Grupo 4

DeTomaso Pantera Group 4 View Gallery 6 photos

O modelo esteve desaparecido depois de sofrer um acidente e ser reconstruído noutra versão.

De Tomaso Pantera é o nome de um dos desportivos mais singulares de sempre. O veículo conhecido por ser uma autêntica miscelânea de nacionalidades – desenhado por italianos com motor de origem americana – foi um dos modelos utilizados para participar em competições ao longo das décadas de 1970 e 80. Cerca de 46 anos depois de ter sido produzido, foi encontrado o primeiro exemplar do modelo a ser transformado para o Grupo 4.

Esta unidade muito especial, que carrega o número de chassis 02263, esteve desaparecida durante alguns anos devido a uma curiosa história. Ao ser utilizado nos 1000 km de Monza em 1972, teve um acidente pelas mãos de Herbert Müller que destruiu grande parte da sua zona frontal. Num conflito com a seguradora, o construtor italiano acordou receber o seu valor na totalidade desde que o veículo fosse destruído… Tal não sucedeu. A De Tomaso decidiu reconstruir o modelo sob a forma de um GT5 e encobriu o seu número original de chassis. Vários anos depois, foi descoberta a verdadeira identidade do Pantera pertencente ao Grupo 4 e o exemplar foi restaurado conforme as suas especificações originais.

Desde aí, já participou na edição de 2018 do Le Mans Classic e na edição de 2019 do Monza Historic. Com apenas 14 unidades produzidas, este De Tomaso Pantera do Grupo 4 é um automóvel já de si especial, que possui um caráter ainda mais exclusivo graças à sua incrível história.

Deixe uma resposta

*