Aston Martin terá acesso a tecnologia eletrificada da Mercedes

Aston Martin vai ter acesso a tecnologia elétrica da Mercedes-Benz

Alemães vão aumentar a participação no capital da marca britânica até 20%.

São de conhecimento geral os problemas financeiros com os quais a Aston Martin continua a debater-se. E de forma a fazer face a estas dificuldades, agravadas pela situação da pandemia, a Mercedes-Benz anunciou que até 2023 vai aumentar de forma gradual a atual participação de 2,6% no capital da marca britânica para até 20%. As duas marcas têm vindo a trabalhar em conjunto há quase uma década, mas este alargamento da parceria tecnológica permitirá que a Aston Martin tenha acesso a uma nova geração de sistemas híbridos e elétricos (nomeadamente motores, software e plataformas), assim como a outros componentes produzidos pelo fabricante de Estugarda, para os carros “eletrificados” que venha a lançar até 2027.

Segundo Lawrence Stroll, cujo consórcio assumiu no início deste ano o comando dos destinos da marca britânica, 20 a 30% das vendas da Aston Martin até 2024 serão de modelos híbridos. Segundo ele, um modelo 100% elétrico só será lançado em 2025. Stroll insistiu que os modelos da marca continuarão a ser produzidos em Gaydon e St. Athan (no Reino Unido).

O fabricante de automóveis de luxo vai aumentar o seu capital em 138 milhões de euros, colocando as novas ações junto dos atuais acionistas e de novos investidores institucionais.

Deixe uma resposta

*