Mercedes corta em coupés e cabrios para focar-se nos elétricos

Mercedes-Benz Classe C Cabrio poderá ter os dias contados

Estratégia de reforço da gama EQ poderá ditar que não avancem as variantes Coupé e Cabrio do novo Classe C.

A Mercedes-Benz vai continuar a ter coupés e cabrios na sua gama, mas segundo palavras do responsável operacional da marca de Estugarda à Autocar algumas destas variantes de três portas poderão ficar pelo caminho. Markus Schafer afirma que a prioridade da Mercedes-Benz é o crescimento da oferta de modelos elétricos com selo EQ, como tal é necessário pensar de forma racional e focar o investimento de pesquisa e desenvolvimento em propostas que representem um maior volume de vendas. “Temos uma elevada densidade de coupés e cabrios, com o Classe C, Classe E e SLC. É uma oferta alargada e o mercado está a ir num caminho oposto. É por isso que vamos mudar: continuaremos a ter coupés e cabrios no futuro, mas num formato diferente”, esclareceu Schafer que reforçou dizendo que os modelos de três portas representam “um papel importante no reforço da imagem da marca”, mas que talvez doravante venham a estar disponíveis num volume mais reduzido. Recorde-se que a Mercedes-Benz tinha um portefólio próximo de 50 modelos no ano passado.

Estas afirmações estão alinhadas com as decisões recentes da marca alemã, que deixou de produzir o SLC e as variantes do Coupé e Cabrio do Classe S. Contudo, dá a entender que as variantes de três portas do novo Classe C poderão não avançar. Outro projeto que já terá, alegadamente, ficado pelo caminho pelos mesmos motivos, ainda numa fase prematura de desenvolvimento, foi o do CLC, um potencial concorrente do BMW Série 4 Gran Coupé. Mas nem tudo são más notícias, uma vez que a Mercedes-Benz vai lançar este ano o novo SL roadster, que partilhará a sua plataforma com o próximo AMG GT Coupé.

Deixe uma resposta

*