Corolla com motor do GR Yaris adaptado a hidrogénio já se ouve

Toyota está a testar Corolla a hidrogénio

Nova solução tecnológica, que funciona com base em hidrogénio comprimido, será testada numa corrida de resistência.

Tal como há poucas semanas tínhamos adiantado, a Toyota vai utilizar um Corolla com tração integral alimentado a hidrogénio (da equipa ORC Rookie Racing) para correr este ano num campeonato de resistência Super Taikyu que arrancará a 21 de maio, no circuito de Fuji, no Japão. Agora, o construtor libertou um vídeo teaser no qual é possível ouvir pela primeira vez o motor em questão – que é uma versão modificada do 1.6 de três cilindros turbo do GR Yaris. A principal diferença é que este motor recorre a hidrogénio comprimido em vez de gasolina – sendo que a queima do hidrogénio é feita oito vezes mais rápida comparativamente com a gasolina.

O piloto que testou o carro diz que não sentiu diferença no motor de 261 cv, comparativamente com o motor convencional. Aliás, o processo de combustão (entrada do combustível no cilindro, compressão e explosão) é igual ao de um motor normal, sendo que no final processo a explosão não gera qual volume de CO2. Apesar é gerado NOx e é necessário óleo para garantir a operação. Ainda assim, a Toyota espera que este novo processo seja mais ecológico comparativamente com a utilização de gasolina, rumo a uma neutralidade carbónica.

Esta utilização do hidrogénio difere da habitual, com a pilha de combustível – que envolve uma reação química entre o hidrogénio e oxigénio para produzir eletricidade que por sua vez é utilizada para alimentar um motor elétrico. A Toyota utiliza esta tecnologia fuel cell no Mirai.

Deixe uma resposta

*