Lamborghini prestes a esgotar produção anual

Lamborghini Urus

Em contexto de pandemia, as vendas da marca italiana cresceram 25% nos primeiros quatro meses deste ano.

A Lamborghini continua a crescer apesar do contexto adverso provocado pela pandemia de Covid-19. Numa conversa com os jornalistas durante o Milano Monza Motor Show, o responsável executivo da marca italiana afirmou que já vendeu cerca de 10 meses da sua capacidade de produção (sensivelmente 3100 carros) e que nos primeiros quatro meses deste ano as vendas cresceram 25%. Estima-se que a produção relativa a este ano da Lamborghini poderá ficar esgotada até ao final do verão.

Stephan Winkelmann sublinhou o bom momento da casa de Sant’Ágata Bolognese recordando que a marca terminou 2020 com o seu segundo melhor ano de sempre, mesmo tendo a fábrica encerrada durante dois meses devido à pandemia – com um total de 7430 unidades produzidas. Ainda assim, esse valor representou uma quebra de 9% face a 2019 – o melhor ano de sempre da Lamborghini. O “best-seller” da marca de modelos desportivos é o Urus (na imagem), um SUV lançado em 2018, que entre janeiro e março deste ano vendeu 1382 unidades.

Recorde-se que o futuro da Lamborghini passa pela “eletrificação”. Para o efeito, serão investidos 1,5 mil milhões de euros para ter uma versão híbrida plug-in em cada gama até 2024. O primeiro PHEV será uma versão do Urus ou a uma derivação do substituto do Aventador. Além disso, está previsto que o primeiro modelo 100% elétrico da marca seja lançado na segunda metade desta década – sendo que Winkelmann quer que este tenha uma configuração de duas portas.

Deixe uma resposta

*