Mistral é o primeiro Maserati clássico certificado

Maserati Classiche

Novo programa Classiche abrange modelos com mais de 20 anos e edições limitadas mais recentes como o MC12.

A Maserati lançou um programa de certificação dos seus clássicos. Este programa que permite verificar a autenticidade dos carros chama-se Maserati Classiche e estreou-se com um Mistral 3700 construído em março de 1969. O espécime em questão surge pintado na cor Auteuil Silver. Um Mistral sem certificação está avaliado atualmente na ordem dos 470 mil euros, por isso é de prever que um exemplar certificado como aquele que se vê nas imagens possa valer bastante mais.

O processo de certificação envolve mais de 300 pontos de verificação, obrigando a que tudo bata certo com os documentos oficiais da marca italiana. A certificação está aberta a carros da Maserati com mais de 20 anos ou edições limitadas mais recentes como MC12. O programa Classiche inclui ainda um serviço de manutenção, pequenas reparações, personalização “on demand” e uma linha própria de merchandising conhecida por Classiche Collection.

Seguindo os passos de outras marcas como a Lotus ou a Aston Martin, a Maserati prevê ainda alargar o programa Classiche ao restauro aprofundado dos seus clássicos a partir do próximo ano, incluindo a reprodução de peças de substituição originais que já não estejam disponíveis.

Deixe uma resposta

*