Toyota revela novo Yaris

Toyota Yaris Hybrid View Gallery 10 photos

Feito com base numa nova plataforma, o utilitário ganha um novo interior e novo motor.

A Toyota apresentou a nova geração do seu modelo mais bem-sucedido no mercado europeu: o Yaris. Com lançamento previsto para meados do próximo ano, o utilitário foi concebido com base numa nova plataforma GA-B. Desenhado na Europa e produzido em Valenciennes, em França, o Yaris é 40 mm mais baixo, 50 mm mais largo (com vias 60 mm mais largas) e com mais 50 mm de espaço na bagageira. Contudo, o novo modelo é 5 mm mais curto face ao seu antecessor, ficando abaixo dos 4 metros de comprimento. A rigidez da plataforma, derivada da que é utilizada no CH-R e no Corolla, permite ainda rigidez 40% superior, em virtude da utilização de aços de elevada resistência. O novo modelo será até 20 kg mais leve. Além de um centro de gravidade mais baixo, de uma barra de torção traseira mais rígida com molas com afinação mais suave, a nova plataforma permitiu ainda melhorar a qualidade do rolamento e o comportamento, seguindo a marca. A Toyota alega também que o novo Yaris possui o melhor raio de viragem da sua classe.

O interior também foi alvo de uma revolução, sendo mais minimalista em termos de instrumentação, estilo binóculos, e com um ecrã central de infotainment de 8” de série alinhado com a linha visual do condutor. A posição de condução é 3,6 cm mais baixa e há mais opções de regulação dos bancos e do volante. Entre o equipamento, destaque para a compatibilidade Apple CarPlay e Android Auto, e uma novidade absoluta: um airbag central entre o condutor e o passageiro.

A motorização híbrida também é nova, sendo composta por um motor 1.5 de três cilindros a gasolina de ciclo Atkinson com 80 cv (com uma eficiência térmica de 40% e com uma compressão de 14:1) a funcionar em conjunto com um motor elétrico alimentado por baterias arrefecidas a ar. Este novo conjunto é 15% mais potente e é responsável por emitir menos 20% de CO2, além de permitir acelerar em modo elétrico até perto dos 130 km/h. As baterias de hidretos metálicos de níquel é 27% mais leve do que antes, permitindo mais potência.

Deixe uma resposta

*