Ferrari termina a produção do GTC4Lusso

Ferrari GTC4Lusso

O futuro lançamento de um SUV com tração integral intitulado Purosangue poderá ser um dos motivos.

As tendências do mercado automóvel influenciam rigorosamente todos os construtores e a Ferrari não é exceção. Curiosamente, num momento em que grande parte das marcas decidem abandonar as carrinhas a favor dos SUV, parece que os responsáveis de Maranello pretendem seguir o mesmo rumo. Talvez por essa razão, o construtor italiano anunciou que terminará a produção do seu único automóvel com tração integral atual, o GTC4Lusso.

Lançado em 2016 como o sucessor do “herético” FF (o primeiro modelo com tração integral da Ferrari), o GTC4Lusso herdou o motor V12 naturalmente aspirado de 6.3 litros que viu a sua potência incrementada para os 690 cv. Ainda assim, e apesar de utilizar um sistema de tração integral mais desenvolvido, a “shooting brake” com lugar para quatro ocupantes acabou por não obter o sucesso pretendido. Nem o lançamento da versão T que equipava um motor V8 turbo e possuía tração traseira ajudou.

Ao aproximarmo-nos de 2022, o ano em que está prevista a estreia do Purosangue (um SUV que terá tração integral e será feito com base numa nova plataforma de motor central dianteiro), parece que a Ferrari decidiu concentrar as suas atenções no novo modelo. Desta forma, o único modelo da sua gama com mais de dois lugares passa a ser o Roma, um grand tourer apresentado recentemente. Ainda não se sabe se a marca italiana poderá vir a produzir uma edição final do GTC4Lusso, mas fica a certeza de que não será esquecido.

Deixe uma resposta

*