VW poderá substituir Tiguan Allspace por SUV chinês

VW Tayron R-Line

Versão de sete lugares do Tayron, específica para a Europa, vai ser produzida em Wolfsburg a partir de 2024.

O Tayron (na imagem) é um SUV de base MQB produzido pela Volkswagen na China desde 2018 em conjunto com o parceiro FAW. Contudo, a Automotive News Europe avança que o modelo compacto “made in China”, em virtude do seu sucesso comercial – em 2019 foram vendidas 168 mil unidades naquele território -, vai também passar a ser produzido em Wolfsburg (na Alemanha) numa configuração de sete lugares que será desenvolvida especialmente para a Europa. Esse processo será consumado em 2024, altura em que o Tayron deverá substituir o Tiguan Allspace – a versão com três filas de bancos do Tiguan. Ao que tudo indica, o novo Tayron, que será adaptado esteticamente ao gosto dos europeus, posicionar-se-á entre o Tiguan e o Touareg. Além disso, a VW apostará numa gama composta apenas por motores híbridos.

O modelo feito atualmente na China já possui uma opção híbrida que consiste na combinação de um motor 1.4 turbo a gasolina de 150 cv com um motor elétrico para um débito total de 218 cv de potência. Feito com base no Tiguan, o Tayron tem 4590 mm de comprimento em comparação com os 4509 mm do Tiguan. O modelo “chinês” tem alguns elementos estéticos similares do SUV produzido na Autoeuropa, o T-Roc.

O Tayron não será o único SUV “importado” do exterior, pois em 2021 está previsto o início da produção do “brasileiro” Nivus na fábrica de Pamplona, em Espanha.

Deixe uma resposta

*