Mazda vai voltar a produzir peças para o RX-7

Mazda RX-7 FD

Serão cerca de 100 componentes da segunda e terceira geração do desportivo de tração traseira com motor rotativo Wankel a estar novamente disponíveis.

Poucas semanas depois de a Mazda anunciar oficialmente que vai produzir novos componentes para o MX-5 NA (primeira geração), o site Japanese Nostalgic Car avança que o mesmo acontecerá para o RX-7 FC e FD (segunda e terceira geração). Esta fonte adianta ainda que este novo catálogo com 91 peças (30 para o FC e 61 para o FD), que estará disponível a partir de fevereiro, onde figurarão alguns dos componentes habitualmente mais requisitados do desportivo, será apenas o primeiro passo de um novo programa de restauro completo que a marca deverá anunciar em breve. A lista de peças inclui parafusos, anilhas, mangueiras de vácuo, vedações e buchas – sendo que normalmente as peças em borracha são as primeiras a deteriorar-se com o tempo e podem ser difíceis de encontrar no “aftermarket”. Contudo, existem componentes mais específicos como por exemplo um sensor de posição do acelerador para o RX-7 FD.

Recorde-se que existem outras marcas a efetuar serviços semelhantes, nomeadamente a Nissan para o Skyline GT-R R32, a Honda/Acura para o NSX, e a Toyota para a quarta geração do Supra e para o 2000GT.

Comercializado entre 1986 e 1992, o RX-7 FC é um carro muito procurado por preparadores e condutores de drift. Concorrente do Porsche 944, o modelo nipónico estava disponível com um motor turbo. Já o RX-7 FD (na imagem) é considerado um dos grandes desportivos da década de 1990, sendo conhecido sobretudo pela sua leveza, pelo exímio comportamento, pelo design estonteante e pelo evoluído motor rotativo Wankel biturbo. O RX-7 foi a referência tecnológica da Mazda até ter sido descontinuado em 1995 (embora no Japão isso tenha acontecido apenas em 2002), sendo hoje uma verdadeira peça de coleção.

Deixe uma resposta

*