Gordon Murray T.05 de competição já tem data de estreia

Teaser GMA T.50

Variante mais extrema do carro de estrada contará com um motor V12 3.9 naturalmente aspirado a debitar mais de 730 cv.

A Gordon Murray Automotive anunciou que irá apresentar o T.50 para pista na próxima segunda-feira, dia 22 de fevereiro. A marca britânica não faz a coisa por menos prometendo “uma experiência em circuito como nenhum outro carro na história”. A imagem teaser agora revelada através do Facebook da GMA mostra aquilo que parece ser uma entrada de ar.

Mas há alguns detalhes conhecidos deste T.50 mais “extremo”, que foi sujeito a várias modificações, sobretudo do ponto de vista aerodinâmico, para ser utilizado em pista. O novo modelo terá uma produção limitada a 25 unidades, com entregas prevista para 2023 e um preço a arrancar nos 3,6 milhões de euros. Com efeito, incluirá um novo lábio dianteiro, um difusor redesenhado, uma barbatana que permite maior estabilidade e melhorar a eficiência em curva, além de uma asa de grandes dimensões que juntamente com uma ventoinha traseira contribui para gerar mais de 1500 kg de “downforce”. Por dentro, o carro será mais “despido” em comparação com a versão de estrada, prescindindo da instrumentação, ar condicionado, sistema de infotainment, compartimentos de arrumação e tapetes. O T.50 de pista incluirá um volante em fibra de carbono e instrumentação específica para circuito. Além do mais, a configuração de três lugares passará a apenas dois, com o condutor a manter uma posição central sentado numa bacquet em carbono.

O motor manter-se-á o V12 3.9 naturalmente aspirado, embora se esperem modificações na cabeça dos cilindros, árvore de cames reconfigurada, maior taxa de compressão e um sistema de escape de fluxo livre. Estima-se que o débito de potência supere os 730 cv – em vez dos 663 cv do modelo “road legal”. Entre outras alterações em equação estarão a transmissão otimizada (que passará de uma caixa manual de seis velocidades para uma sequencial Xtrac), suspensão afinada para pista, sistema de travagem em fibra de carbono, além de uma redução de peso de 94 kg face ao modelo convencional que pesa singelos 986 kg.

Deixe uma resposta

*