Gordon Murray T.50 foi à pista pela primeira vez

GMA T.50 XP2 protótipo View Gallery 5 photos

Protótipo do supercarro com motor V12 3.9 Cosworth foi explorado apenas a um quarto das suas possibilidades.

A Gordon Murray Automotive apresentou o T.50 há pouco mais de meio ano como sendo uma espécie de sucessor do McLaren F1. Agora que os primeiros protótipos começaram a ser testados em pista, o próprio Gordon Murray pode sentar-se aos comandos do supercarro no circuito de testes da Top Gear, em Dunsfold. Este protótipo experimental (conhecido pelo nome de código XP2) do modelo equipado com um motor V12 3.9 de 663 cv tem a particularidade de estar limitado a apenas 3000 rpm, um quarto das potencialidades do bloco de origem Cosworth, que atinge o “red line” às 12.100 rpm e é teoricamente capaz de chegar às 28.000 rotações por segundo.

Ainda assim, segundo Murray, já foi possível ouvir um pouco da sonoridade do motor naturalmente aspirado e fazer um arranque a fazer “chiar os pneus” após um toque mais a fundo no pedal do acelerador. “O carro mostrou uma boa capacidade de resposta, agilidade e foi gratificante conduzi-lo. Foi uma experiência fantástica estar sentado ao centro do carro com uma grande visibilidade em redor de todo o carro e acredito que os compradores do carro vão gostar dessa experiência”, sublinhou o britânico no final deste primeiro teste aos comandos da sua criação.

Após este “shakedown”, o T.50 ainda será sujeito a mais alguns meses de processo de desenvolvimento, sendo que ainda serão construídos e testados vários protótipos do modelo de estrada de 986 kg. A GMA prevê começar a produzir o supercarro em janeiro e começar as primeiras entregas logo em seguida. Serão construídas 100 unidades, mais 25 unidades da variante de competição T.50S Niki Lauda.

Deixe uma resposta

*