Autoeuropa vai parar produção durante uma semana

VW Autoeuropa

A “escassez de semicondutores” na fábrica da Volkswagen em Palmela traduzir-se-á na “perda de 5700 automóveis”.

A fábrica de automóveis Autoeuropa vai suspender a produção de 22 a 28 de março devido à “escassez de semicondutores”. Em comunicado, a fábrica de Palmela (no distrito de Setúbal) refere que esta paragem traduzir-se-á na “perda de 5700 automóveis”. A suspensão da atividade será contabilizada nessa semana como “downdays coletivos”, refere o responsável de comunicação de relações governamentais da fábrica – o que significa que a paragem não terá reflexo na remuneração dos trabalhadores.

A Autoeuropa será a primeira fábrica do setor automóvel em solo nacional a ser afetada pela falta dos referidos chips – algo que se tem vindo a fazer sentir noutro setores, como a eletrónica de consumo (computadores, consolas e tablets, por exemplo, cuja procura disparou devido ao teletrabalho). Os referidos componentes são utilizados em diferentes funcionalidades, desde a direção assistida ao sistema de infotainment. A produção mundial de 80% destes circuitos integrados está concertada na Ásia, em empresas como a TSMC (do Taiwan) e Samsung (da Coreia do Sul). Recorde-se que o grupo Volkswagen criou no último trimestre de 2020 uma “task force” para minimizar o impacto da escassez global de semicondutores nas suas fábricas.

Esta será a segunda paragem forçada em 2021 da fábrica portuguesa (onde são os produzidos os VW T-Roc e Sharan, além do Seat Alhambra), que apesar de tudo começou o ano a operar na sua máxima capacidade, tendo ajustado os turnos de produção durante duas semanas em função do anúncio do encerramento das escolas antes do início do segundo confinamento provocado pela Covid-19.

 

Deixe uma resposta

*