Ford revela pick-up compacta Maverick

Ford Maverick

Versão base é um full-hybrid cm 193 cv que promete mais de 800 km de autonomia.

A Maverick marca o regresso da Ford às pick-up compactas. Este modelo, que estará disponível nos EUA a partir do próximo outono, partilha a plataforma C2 com o novo SUV Kuga e do Bronco Sport, que está apta a receber versões de tração dianteira e integral. Visualmente, a Maverick segue uma orientação similar à da “best-seller” F-150, com linhas angulares, em particular uma frente imponente com a grelha do radiador a surgir dividida por uma barra transversal onde surge o logótipo da marca norte-americana. Os faróis em LED de série também são parecidos com os da F-150, embora dispostos na horizontal. Vista de lado, a nova pick-up da oval azul exibe arcos das rodas salientes. Atrás, realce para os farolins a direito e o nome do modelo na tampa da mala. A nova Maverick é proposta em exclusivo no formato “supercrew” de quatro portas, tendo espaço para transportar cinco ocupantes. O compartimento de carga tem 1,37 metros de comprimento e recebe um sistema Flexbed, que inclui até 12 pontos de apoio, várias tomadas e tábuas em madeira para dividir o espaço.

Por dentro, existem vários elementos alusivos à F-150, apesar de os materiais serem sobretudo plásticos duros. Realce para as inúmeras áreas de arrumação, incluindo debaixo dos bancos traseiros. Destaque para o sistema de infotainment Sync4 com ecrã de oito polegadas (compatível com Apple Carplay e Androi Auto, além de possuir um modem WiFi a possibilitar o acesso à internet até 10 aparelhos em simultâneo), instrumentação com 6,5 polegadas, volante multifunções e comando rotativo em vez de um punho da caixa na consola central. Os comandos da climatização são independentes. Entre as ajudas à condução apenas a travagem de emergência é de série.

No lançamento, a Maverick está disponível com dois motores. Um “full hybrid” (HEV) com base num 2.5 de quatro cilindros de ciclo Atkinson a funcionar em conjunto com um motor elétrico e uma caixa de variação contínua. Esta versão 4×2 gera 193 cv e 210 Nm. Anuncia consumos de 5,9 l/100 km e promete uma autonomia total superior a 800 km. Existem cinco modos de condução à disposição (Normal, Eco, Sport, Slippery e Tow/Haul). Em alternativa existe uma versão puramente a gasolina, com um motor 2.0 de quatro cilindros turbo de 254 cv e 376 Nm, com uma caixa automática de oito velocidades a distribuir a potência para o eixo dianteiro. Este motor tem uma opção 4×4. Mais tarde poderá vir a ser aposta um motor 1.5 de três cilindros turbo com 180 cv e 240 Nm, assim como uma versão híbrida plug-in.

As versões 4×2 da Maverick surgem equipadas com um eixo de torção posterior. A opção mais equipada possui jantes Falken Wildpeak de 17 polegadas, pneus de todo o terreno. A capacidade de carga atinge 680 kg e é possível rebocar até 907 kg. Além do modelo convencional, um potencial concorrente da Hyundai Santa Cruz, existe o pack opcional FX4 para os 4×4. No primeiro ano da pick-up no mercado estará disponível também uma First Edition, com três cores exclusivas, tejadilho em preto brilhante, jantes com desenho especial, cobertura da zona de carga e elementos decorativos específicos. Os preços da Maverick nos EUA começam nos 19.995 dólares (cerca de 16.400 euros). Será construída em Hermosillo, no México.

A Ford já utilizou o nome Maverick por duas vezes na sua história: nos EUA num modelo compacto que foi produzido entre 1969 e 1977 e na Europa num SUV que esteve no mercado entre 1993 e 2007.

Deixe uma resposta

*