Lamborghini Countach regressa com motor V12 “mild hybrid”

Lamborghini Countach LPI 800-4

Recorrendo ao mesmo sistema do Sián, o LPI 800-4 atinge uma velocidade máxima de 355 km/h.

A Lamborghini apresentou o novo Countach. Esta reinterpretação do icónico supercarro que este ano celebra meio século do seu lançamento traz um desenho exterior alusivo ao modelo original, mas um interior e engenharia moderna. O Countach LPI 800-4 recebe o mesmo sistema “mild hybrid” com supercondensadores utilizado no Sián FKP 37 (modelo de 2019 feito com base no Aventador) que debita 814 cv às quatro rodas. A energia recolhida da travagem regenerativa é armazenada num supercondensador que é mais leve comparativamente com uma tradicional bateria de iões de lítio, além disso promete ajudar nas acelerações. Este sistema reúne os préstimos de um motor V12 6.5 naturalmente aspirado com 780 cv e de um motor elétrico de 34 cv integrado na caixa manual automatizada de sete velocidades. Este conjunto permite atingir 355 km/h (mais 50 km/h do que a versão mais potente do primeiro Countach) e capacidade para acelerar de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e até aos 200 km/h em 8,6 segundos.

Não é apenas a silhueta que esta recriação da casa de Sant’Ágata Bolognese partilha com o modelo histórico. Há vários detalhes igualmente alusivos ao Countach original, nomeadamente o nariz liso, a forma do para-brisas, a assinatura luminosa trapezoidal à frente, além das quatro ponteiras de escape que surgem integradas num difusor em carbono. Já as entradas de ar retangulares são similares às do LP5000 QV (Quattrovalvole) de 1985, um dos últimos Countach. O mesmo se aplica aos arcos das rodas hexagonais e às jantes de 20 polegadas à frente e 21 polegadas atrás, acompanhadas de pneus Pirelli P Zero Corsa. Quanto às fendas atrás dos vidros laterais são um “piscar de olho” ao protótipo de 1971, assim como o tejadilho periscópio e o vidro traseiro. Por sua vez, a entrada de ar Naca de perfil e as entradas de ar superiores seguem o mesmo estilo utilizado ao modelo comemorativo dos 25 anos de 1988. Por fim, os farolins traseiros tripartidos seguem os dos Sián, embora integrados num difusor em fibra de carbono. Atrás, há um spoiler ativo escondido, em vez de uma asa fixa. O lábio dianteiro, o capot, capas dos espelhos e entradas de ar são em fibra de carbono.

Por dentro, tudo muda, com destaque com o sistema de infotainment com ecrã tátil de 8,4 polegadas e painel de instrumentos digital, tejadilho panorâmico em vidro fotocromático, bancos em couro acolchoado. Aliás, os bancos e o volante são similares aos do Aventador, mas a instrumentação, forro das portas e consola central seguem o visual do Sián. Existe ainda um botão “Stile” que uma vez pressionado explica a história do design do Countach.

O novo Countach pesa 1595 kg, o que equivale a uma relação peso/potência de 1,95 kg/cv. O novo modelo está disponível em 33 cores exteriores (incluindo o Bianco Siderale com o qual foi apresentado, mas também o Viola 30th, Impact White e Giallo) e o interior pode ser configurado com uma ou duas cores.

O novo Countach LPI 800-4, que fez a sua estreia no The Quail, na Califórnia, será limitado a 112 unidades. A entrega das primeiras unidades arrancará no primeiro trimestre do próximo ano. O preço deverá ficar abaixo dos 2,5 milhões de euros pedidos pelo Sián.

Deixe uma resposta

*