Porsche confirma 911 híbrido com 700 cv

Inédita variante eletrificada deve chegar aquando do facelift do 992.

Oliver Blume, o responsável máximo da Porsche, confirmou à Autocar que está a ser preparada uma versão híbrida do 911 992. Segundo ele será uma versão “muito possante” do modelo da atual geração. Esta afirmação corrobora as informações veiculadas à imprensa britânica no início do ano por Michael Steiner, o diretor do departamento de pesquisa e desenvolvimento da marca alemã, que confirmara que “a plataforma atual está preparada para receber motorizações híbridas”. Na altura, Steiner confirmou que há alguns protótipos a serem testados, embora o peso continue a ser uma questão fulcral a afinar, pois o 911 híbrido pesa neste momento cerca de 100 kg a mais face ao modelo convencional.

Ainda acerca desse aspeto em particular, Frank Walliser, o responsável máximo pela gama 911, reconheceu que “eletrificar o 911 é um processo algo sensível. Se olharmos para a configuração 2+2, a mala maior à frente e o motor atrás é muito difícil criar um sistema adequado sem comprometer o caráter e o aspeto tradicional do 911”. Talvez por isso, um 911 100% elétrico esteja fora de hipótese apenas para a próxima década. Contudo, há uma versão híbrida a chegar ao topo da gama 911 apenas depois de introduzido o facelift do atual 911 992, que será operado em 2022. Neste momento ainda não está definido se esta versão híbrida “espigada” terá uma configuração “mild hybrid” ou plug-in. Contudo, a escolha deverá recair no “mild hybrid” com um débito de potência a rondar os 700 cv (mais 50 cv face ao Turbo S, na imagem, apresentado há poucas semanas) e 1000 Nm.

Além do 911 híbrido, também o processo de eletrificação das gamas 718 continua pendente. Do plano de eletrificação da Porsche está previsto um Macan “zero emissões” a lançar em 2022 – e que coexistirá com o modelo convencional até 2024. Entretanto, serão ainda lançadas duas variantes de carroçaria do Taycan, o Cross Turismo (com visual “off-road”) e o Sport Turismo (uma espécie de “shooting brake”).

Deixe uma resposta

*